Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O benefício da exposição solar moderada, já não é novidade, para quem deixou de o poder fazer, nas tardes dos fins de semana, com protetor de confinamento gratuito...

Nunca foi tão apetecível, acordar cedo ao domingo para apanhar um pingo de sol!
Mas com a chegada do inverno e do frio, o inferno do isolamento nem é assim tão penoso. A não ser que a geada consiga penetrar naquele lugar onde o sol só brilha com a luz de um flash...


(fonte da imagem: https://www.perthnow.com.au/news/offbeat/brazilian-model-leticia-martins-starts-vagina-sunning-trend-angering-butthole-sunner-metaphysical-meagan-ng-b881740180z)

A modelo brasileira Letícia Martins iniciou uma nova tendência de absorção de vitamina D, diretamente pela entremeada, até esta ficar bem quentinha ou completamente assada...

Lunna_leblanc, como é acalorada no Instagram, recomenda banhos de sol diários nas partes íntimas, para aumentar a libido, a energia e o número de seguidores e vizinhos que não terão de se preocupar em saber qual a cor do bikini que usa...

Esta nova tendência de bronzeado pode desalinhar o mercado das marcas de fatos de banho!
Principais competidoras dos ziguezagues das estrias e das trialeiras de celulite...

Especialistas de saúde da pele, já se puseram à sombra deste escaldão das redes sociais!
A exposição solar direta na vagina e arrabaldes, pode provocar baldes de melanoma e assaduras impossíveis de barrar com Bepanthene, Halibut e Biafine...

Alguns seguidores já experimentaram a receita da assadura e garantem que a vontade de fazer amor, dura mais tempo. Assim como a bravura, de demolhar os hambúrgueres e as almôndegas em água gelada...

Quando passo por vedações com o aviso 'Cuidado com o cão', fico com a sensação que o animal é o membro da família mais silencioso e seguramente o menos perigoso...

"Os cães ladram, mas a cabana não trespassa"

Há uma razão pela qual os cães ladram sem aparente motivo!
E só a conseguimos ver, quando alguém abre um buraco para nos fechar os olhos...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/genius-pet-owner-makes-dog-22814881)

Uma dona de casa ponderada teve uma ideia perfurada, ao abrir buracos na sua vedação, para os seus cães poderem ver e meter o focinho onde são sempre chamados...

Os vizinhos e transeuntes, também agradeceram a invenção, pois já são reconhecidos pelos animais que deixaram de lhes ladrar (sempre que têm o focinho entalado no buraco)!

A inventora não revelou qual foi a sua fonte de inspiração, mas excluiu qualquer alusão àquelas cenas para adultos, onde os buracos na parede só servem para saciar a sede...

A ideia esburacada já está a ser posta em prática por milhares de pessoas que, até à data, apenas faziam buracos nos muros para escorrer a água infiltrada no lodo da hum(an)idade... 

Como "em tempo de guerra, todo o buraco é trincheira", algumas vizinhas da beira, aproveitaram a brecha para espreitar e reparar que o relvado está todo amarelado e fortemente minado...

Cada um de nós tem a sua maneira de lidar com pandemia do Coronavírus!
Uns escolhem falar estritamente sobre as medidas de prevenção, outros preferem guardar a sua opinião e deixar os responsáveis de saúde pronunciar-se sobre o assunto como as previsões de um signo que condicionam a nossa vida...

Existem inúmeras terapias para recuperar as alegrias que julgávamos meras satisfações de um dia a dia, com as mundanas preocupações... 

Um grito pode ser uma forma ruidosa de libertar stress (e gotículas para o ar?)!
Como não precisamos de libertar um vírus que pode estar preso sem o nosso conhecimento, devemos seguir às regras este tratamento com o consentimento de quem deve estar o mais longe possível...


(fonte da imagem: https://www.cbsnews.com/news/iceland-broadcasting-screams-relieve-coronavirus-lockdown-pandemic-stress/)

A Islândia está transmitir gritos libertadores de todo o mundo, através de colunas instaladas em lugares paradisíacos onde a voz ecoa quase tanto como em prédios de bairros sociais...

A ideia surgiu duma ação de promoção ao país. E numa forma de dar uso a centenas de colunas e amplificadores que ainda estão em lay-off, até a retoma da época de festivais...

Qualquer um pode gravar o seu grito diretamente no site para ser reproduzido e ouvido por todas as pessoas interessadas em perceber como se pode obter prazer em gritar, sem importunar nenhum dos seus vizinhos...

A terapia de grito é uma abordagem terapêutica que nunca reuniu consenso na comunidade médica.
Por vezes, é realmente difícil distinguir entre gritar e falar muito alto, demasiado perto dos ouvidos...
Todavia, com o uso regular de máscara, esta diferenciação 'muda', tende a desaparecer num piscar de olhos...

Ainda não há certezas sobre a origem do Coronavírus!
Pode ter surgido num estrugido de morcego, cozinhado num laboratório ou ter aparecido primeiro num humano que não voltou a abraçar o seu pangolim...

Ao contrário do que acontecia no início da pandemia, surgem cada vez mais casos positivos em animais domésticos. Segundo os  cientistas, isto deve-se ao facto de as pessoas apenas terem cumprido a proibição da prática de abraços e beijinhos... com a família e vizinhos!

A possibilidade de mutação do vírus em animais, e retransmissão da infeção em humanos, é motivo de preocupação crescente. Alguns donos mais prevenidos, começaram já a deixar os seus animais fechados, agora que voltaram a trabalhar...

Para quem julga que esta hipótese é uma mera macacada, pode constatar que uma dentada num tubo de ensaio pode garantir uma ferida na gengiva. E depois, um desmaio...


(fonte da imagem: https://www.livescience.com/monkey-steals-covid-19-blood-samples.html)

Um gang de macacos organizados, patrocinados por uma vontade de meter tudo à boca, furtou amostras de sangue com Covid-19 positivo...

Entraram à socapa num laboratório de uma universidade na Índia e foram diretamente às amostras.
Nem se deram ao trabalho de procurar nas gavetas, alguma banana esquecida...

Depois de cometerem o roubo, também foram filmados a roer luvas cirúrgicas!
Desconhece-se se as luvas estavam contaminadas ou se apenas foram trincadas para ajudar na digestão...

Não há nenhuma prova que os macacos possam ficar contagiados.
Contudo, podem espalhar o vírus pelas povoações na proximidade e exigir saber a verdade quanto ao número real de casos existentes no país...

De notar que ao saborear o saque, cada macaco se deu ao trabalho de manter o distanciamento, no seu galho...

Como são o maior grupo de risco, os idosos devem manter-se resguardados em casa, enquanto o coronavírus não decidir afastar-se da humanidade...

As bochechas das crianças deixaram de estar em risco de ruborescer. Agora que estão longe dos avós, para lhes apertar e fazer tremer até eles começarem a gritar...

Os idosos contam que o mais lhes custa no isolamento é não poder abraçar os seus netos!
Também lhes custa ficar em casa, quando gostariam de poder entrar nos transportes públicos, à hora de ponta, para encher o autocarro de perfumes e odores não classificados como pandemias...

Já não é mau poder ver as crianças pelas janelas. Mas se for possível tocar nelas, sem causar nenhum perigo, então o jazigo que espere pela próxima vaga...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/mum-comes-up-heartwarming-idea-22025249)

Uma mãe teve uma ideia plastificada, em que os avós podem abraçar os seus netos e serem apenas contagiados com uma doença que só o amor pode curar...

Colocou 2 manguitos de plástico, devidamente isolados numa porta que dá acesso ao exterior e transporta os abraços dos meninos para o seu interior...


Alguns vizinhos meus já utilizam, há alguns anos, uma técnica similar nas janelas. Embora eu desconfie que só o façam para não terem de substituir os vidros partidos...

As crianças não se importam com o facto de terem de esfregar a cara numa cortina de plástico.
Mas ficam um nadinha tristes de não poderem sentir nas mãos dos avós, uma notinha dobrada em papel...