Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Se subtrairmos o valor que iríamos gastar em casamentos, este Verão, pelo corte salarial gerado no lay-off 'abençoado' teríamos um superavit de fazer inveja ao Mário Centeno...

É difícil de aceitar que não se pode concretizar uma cerimónia que exige compromisso 'na saúde e na doença '. Nenhuma avença é exagerada para proporcionar aos noivos, uma lua de mel, longa e folgada...

Fico feliz de testemunhar a união pela igreja, de casais que querem levar a relação a outro nível.
Seja pela declaração de IRS conjunta ou pela oportunidade única de acordar com as trombetas do seu amado que emitirá sons aromáticos até ao fim do seu reinado...

Os gritos de revolta dos nossos dias, são a frustração de não ter casamentos no Verão e conformação de ter de fazer férias num país, cuja língua sabemos falar razoavelmente, desde que temos memória...


(fonte da imagem: https://www.albanyherald.com/news/world_nation/this-couples-wedding-first-look-happened-in-front-of-a-black-lives-matter-protest/article_381b274e-05bf-50a1-9e2d-f816c36cc001.html)

Um casal americano, celebrou o seu casamento durante os protestos, depois de a sua cerimónia ter sido cancelada devido a um vírus que não seleciona raças para atacar...

Resignados, pensaram em fazer uma festa pequena, apenas para a família.
Mas quando ouviram uma vigília no exterior, resolveram celebrar o amor com milhares de testemunhas capazes de empunhar cartazes!!!

Como a multidão não tinha arroz à mão para atirar, dirigiu-se, de forma ordeira, a um supermercado ao lado que estava a fazer uma promoção de venda para tudo o que pudesse existir. Ainda intacto...

Por alguns instantes, os manifestantes puderam desviar as atenções dos canhões de água da polícia e assistir à união de duas pessoas que conseguiram poupar consideravelmente em fotógrafos...

Toda a informação que nos tem embrulhado a face, desde a obrigatoriedade do uso de máscara, tornou-nos mais conscientes da importância de taparmos tudo o que não precisamos para ver e ouvir...

Desde que as máscaras sociais começaram a andar de 'boca em boca', têm surgido várias mutações daquela estirpe parola que alguns insistem em chamar... moda!

Cada saída à rua é um desastre de bilheteira!
Tenho-me cruzado com heróis da Marvel, ninjas ofegantes, bicos de pato e trombas de elefantes...

E como os acessórios conspiram para fazer pandan, preparem-se para despejar todos os objetos diários para uma bolsa de operações cirúrgicas...


(fonte da imagem: https://odditymall.com/giant-surgical-mask-tote-bag)

A bolsa gigante cirúrgica é a nova e a maior tendência para este Verão!

A empresa da Indonésia, responsável por esta ideia de costura cheia, revela que a bolsa é muito prática para o uso diário. Principalmente, para as mulheres que gostam de tropeçar numa alça e cair em plena rua, sempre protegidas...

Também serve de manta de consciencialização para o uso de máscara em público...

Não é aconselhável utilizá-la como saco cama, dado que o vírus pode ficar adormecido por mais que 8 horas...

Será, porventura, a melhor escolha para levar para a praia!
Permite transportar as toalhas, as tralhas e as crianças e assegura as devidas distâncias, quando estendida ao comprimento no areal...

Seguindo as recomendações da DGS, muitos cidadãos deixaram de se cumprimentar com apertos de mãos. Apesar desta restrição causar alguns embaraços entre as pessoas, espero que se mantenha pelo menos até ao fim do verão. De modo a evitar, cumprimentar, mãos suadas. Gosto sempre de pensar que o suor é o único agente responsável por apertos de mão... lubrificados!?

Mas o aperto de mão não tem de estar condenado à extinção...


(fonte da imagem: https://odditymall.com/coronavirus-protection-gadgets)

Apresento-vos (e sim, podem esticar a mão...) o Handy Hand. A solução para combater o Corona vírus e impedir que o isolamento nos converta em vampiros...

É aquela mão amiga que pode tocar onde não devemos... 

Passa perfeitamente despercebida dentro de uma bolsa ou uma mochila que já não precisamos de utilizar nas deslocações mais frequentes, entre esfregar as mãos e lavar os dentes...

Apesar da greve dos motoristas de matérias perigosas estar a manchar o brilho do verão, existem manchas de situação que podem perfeitamente ser cobertas por 'tapa-buracos' sob a defesa de outra profissão...

Voltamos à moda! Dos calções irreverentes aos fatos de treino de padrões prementes, há uma montra recheada que pode muito bem ser disfarçada, sem uma pessoa escoada ter forçosamente de estar sentada...

HD Calças tingidas com manchas parecidas.jpg
(fonte da imagem: https://www.foxnews.com/lifestyle/asos-tie-dye-poopy-pants)

A marca ASOS lançou um fato de treino (SOS?) cujo tie-dye acastanhado lançou inúmeras farpas nos comentários do site. Algumas delas, com muito molho... 

"Todos temos acidentes!" foi o slogan apelativo para todas as mulheres terem um.
Acredito que possa ser uma vertente na moda, mas por segurança mais vale ir à farmácia comprar Imodium...

As opiniões sobre calções de banho masculinos dividem-se ao longo da virilha até ao joelho...

A maior parte das mulheres detesta homens de sunga. Principalmente, o seu!
Se eu tivesse de trocar o meu trikini à Borat, já teria um modelito em vista. Eu e toda a gente cuja visão pode levar uma valente banhada...

HD Calções masculinos transparentes.jpg
(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/men-can-now-buy-clear-18903717)

Só custam os olhos da cara a quem não os compra e qualquer homem pode adquirir um calção transparente para não precisar de esconder a sua alegria ao chegar à praia e mostrar que fez as virilhas. E nem a areia colada, as consegue tapar...

Nem o piercing do umbigo consegue roubar as atenções aos cordões dos calções...

Para quem tem um orçamento demasiado transparente, pode sempre enfiar os pés em 2 sacos de congelação, puxá-los até cá cima e trocar o cordelito por um cordão fluorescente, daquelas sapatilhas velhas que também já arejam o suficiente, ao ponto de deixar o dedo grande (.i.) à mostra...