Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Fazer sexo em tempo de pandemia é uma alergia atópica, tão atípica como uma coceira sazonal que ruboriza quem fricciona uma pele que não é só a sua...

Diversos estudos científicos sobre a transmissão do vírus, permitem concluir que passamos mais tempo com o Google do que com a nossa parceira de pesquisas corporais...

A possibilidade de contágio pela saliva, sangue, fluídos vaginais e sémen, fazem-nos refletir se não deveríamos efetuá-lo unicamente pelo risco de poder reproduzir...  

Ter cuidado com o ato sexual não significa executá-lo como um animal. Se bem que algumas espécies animais só o fazem com o mesmo parceiro que nem baba o travesseiro...


(fonte da imagem: https://www.thesun.co.uk/fabulous/11885268/im-so-scared-of-coronavirus-i-have-sex-with-ppe-on-i-deep-clean-my-bedroom-everyday-we-wear-face-masks-gloves/)

Desde o início do Covid-19, um casal britânico só pratica sexo protegido com máscara e luvas, depois de uma desinfeção tão profunda quanto os detergentes permitem...

A condição foi imposta por uma enfermeira que gosta de levar. Trabalho para casa...

Como qualquer homem, o namorado aceitou a exigência, sem precisar de ouvir os termos...

Já gastaram mais de 3 mil euros em material de proteção, desde o início da pandemia e desta atividade que leva a expressão 'brincar aos médicos' aos cuidados intensivos...

A duração da atividade sexual é programada e não são toleradas posições sexuais em que os parceiros estejam frente a frente!
Antes da pandemia também já era assim. Obviamente sem máscara e luvas. Pelo menos na boca de ambos...

A indústria do sexo também foi vigorosamente abalada pela pandemia!

Homens infiéis que tinham por hábito contrair várias doenças venéreas, lamentam-se que só têm à sua disposição, o Covid-19 na ementa do take-away...

Também mulheres que sonharam ser bailarinas, em pequeninas, queixam-se que o único varão que podem polir, é justamente aquele que as faz dançar...

Para dar a volta (e cair de pernas abertas...) à crise na clientela, há que tornar o negócio mais apelativo para quem vai buscar de comer fora e traz efetivamente comida...


(fonte da imagem: https://news.sky.com/story/coronavirus-strip-club-offers-drive-thru-service-during-us-lockdown-11986446)

Um clube de striptease na América, oferece danças de varão enquanto os clientes aguardam pela entrega da comida que encomendaram...

O dono da casa de arejamento resolveu manter a cozinha a funcionar, para aproveitar as suas dançarinas que têm sempre o forno ligado...


Os clientes habituais aplaudiram a ideia. Só com uma mão...

Não há nenhuma nudez. O freguês pode perfeitamente filmar a recolha da comida e partilhar no Instagram que a carne é bem servida, embora lhe falte algum molho...

Graças a esta reinvenção do take-away, o patrão conseguiu tirar 6 funcionárias de casa, 4 colaboradoras dos quartos e ainda outras 2 empregadas que já (se) entregavam no domicílio...    

A educação sexual é um tema muito difícil de explicar às crianças. Elas já não acreditam que os bebés são entregues pelo bico das cegonhas, até porque algumas até já ouviram que os bicos são um contracetivo muito eficaz em adolescentes...

Até ao momento, não existia qualquer suporte visual adequado que facilitasse a aprendizagem. Já existe! Mas só é adequado para quem consegue desenhar palhaços com a roupinha toda...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/mum-brands-kids-book-explaining-21636027)

'Mummy Laid an Egg!' é um livro infantil sobre educação sexual que tira ideias ao Kamasutra e tira também, todos os pais do sério...

O livro contém inúmeros desenhos de palhaços simulando posições sexuais que deixaram milhares de pessoas em dúvida, sobre 'a correta forma de folhear'...

Principalmente aqueles que ainda lambem as pontas dos dedos. Antes de virar a página e começar um novo capítulo, com as mesmas personagens e uma narrativa que já ninguém tem paciência (para ler...)!

Nesta época fria, é usual vermos pistas de gelo que atraem pessoas que só costumam patinar na tijoleira molhada de suas casas...

Normalmente, são redondas, quadradas ou ovais! Mas nunca parecidas com genitais...


(fonte da imagem: https://www.themoscowtimes.com/2019/12/23/local-authorities-defend-penis-shaped-ice-rink-siberia-a68716)

Uma pista de gelo na Sibéria, tem um formato de um pénis! Os ténis ficam cá fora e os patins deslizam por lá dentro, de uma das bolas até à ponta...

Os responsáveis pela picha de gelo asseguram que é uma forma de (bacam)arte e confessaram que o recinto só não tem um comprimento maior devido às temperaturas que se fazem sentir na região...

Para os menos informados, o desafio da cadeira não está relacionado com o assento parlamentar da reputada recente deputada Joacine (vai-te) Katar Moreira...

É um novo desafio viral que começou no Tik Tok e irá acabar com a chegada de outra malabarice que a substitua e a ponha debaixo da mesa!


(fonte da imagem: https://www.dailymail.co.uk/news/article-7738241/Chair-challenge-couples-hysterics-women-easily-complete-task-men-it.html)

O #chairchallenge é a nova acrobacia a boiar na bacia das redes sociais!

O protocolo desta moda viral passa por erguer uma cadeira, estando posicionado, todo vergado, contra uma parede. Sim, é díficil de o fazer. Especialmente para os homens...

A explicação para o facto do desafio ser praticamente impossível de realizar por parte do sexo masculino, tem a ver com o centro de massa. Não com a falta de hábito que os homens têm em arrumar, o que quer que seja, lá em casa...