Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

As dicas de poupança que encontramos na internet fazem cada vez menos sentido!
Se há uma redução drástica no rendimento, existem menos formas de poupar naquilo que nem sequer podemos comprar...

Descontos e promoções já fazem parte das publicações e sempre que vejo algum artigo sem corte no preço, corto-me no apreço no que poderia custar e se eu estaria realmente a precisar...

Esqueçam todas as amigas com mãos de vaca (e acenos de cabra), pois esta senhora poupadora faz do rendimento mínimo, um salário de administrador numa instituição pública...

(fonte da imagem: https://www.ladbible.com/entertainment/tv-and-film-woman-who-hates-spending-money-refuses-to-buy-toilet-paper-20210307)

Kate Hashimoto não compra sequer papel higiénico para limpar um cagalhoto e evita até cozinhar para não pagar água, luz e gás, como se pagasse as tarifas aplicadas em Portugal...

Lava a roupa no chuveiro, mas tira-a do corpo antes de o fazer...

Recicla toalhas de papel que utiliza nas casas de banho públicas. Seca-as ao vento e só não as passa a ferro, pois ficam com um formato menos chato, para todas as partes do corpo...

Nunca gastou dinheiro em mobília, pois recolhe o que aparece no lixo. Quase sempre armários e cómodas do IKEA que alguém não teve paciência para montar...

A sua cama é feita de colchões de ioga, sempre renovada por iniciantes da modalidade que já não têm idade para se dobrar, a não ser que seja mesmo para cair estatelado no chão...

Não adquire peças de roupa há muitos anos e a última vez que comprou roupa interior, ainda fazia amor, sem primeiro se lavar por baixo...

A vívida memória do confinamento ainda nos assola o pensamento!
Estar em casa para tentar esquecer o que poderíamos estar a fazer, não é uma ideia saudável.
Pelo menos, para quem precisa de sustentar os vícios da alimentação, alojamento e pagamento de contas, a prazo vitalício...

Alguns estilos de vida abraçaram a quarentena como uma travesseira amena. Quando aquece em demasia é voltada do avesso e continua a ser o confesso mais ergonómico...

A maioria encarou-o como uma experiência forçada, ainda assim remunerada por um lay-off subcontratado por um rendimento mínimo de um expoente máximo...


(fonte da imagem: https://www.albawaba.com/editors-choice/german-university-paying-grants-1900-doing-nothing-1375823)

Uma universidade alemã não parece lá muito sã, ao lançar com concurso que remunera participantes disponíveis para fazer o menos possível, durante o tempo que quiserem...

Poderíamos facilmente dizer que o mesmo já acontece com as bolsas que são atribuídas a estudantes diletantes. Seria errado, pois, a capacidade de deslocação entre casa e escola, tem de ser premiada com um par de livros na sacola...

Os concorrentes têm de fazer a candidatura, explicando pormenorizadamente, como pretendem receber os 1.900 dólares sem fazer nada por isso. Ou seja, dá mais trabalho pensar na ideia do que propriamente pô-la em prática...

Para além de todos os desempregados do país, calcula-se que o número de candidaturas pode superar os votos das legislaturas do ano passado...

A América do Sul é o novo epicentro da pandemia do (mesmo) Coronavírus!
O Brasil é o principal anfitrião duma catástrofe em proporção amazónica...
Nos restantes países sul americanos, os danos têm sido geridos com uma política mais responsável que a brasileira. Não é difícil, mas uma fronteira permite o contágio sem barreira...

A Colômbia tem recuperado lentamente, embora tenha os seus produtos cotados ao preço da chuva.
E como todos sabemos, a neve colombiana é bem mais valiosa...

A indústria tem retomado a produção e optado por medidas controversas. Muitas delas envolvem tapetes persas, entre a cama e o posto de trabalho...


(fonte da imagem: https://uk.reuters.com/article/uk-health-coronavirus-colombia-manufactu/colombian-factory-adds-bedrooms-for-workers-as-economy-slowly-reopens-idUKKBN2322HI)

Uma fábrica na Colômbia, implementou a colocação de camas no local de trabalho, para que os seus empregados façam um confinamento, com algum rendimento...

Têm o consentimento expresso de todos os trabalhadores, que preferem ficar na empresa do que na incerteza que a internet de casa falhe, durante uma videoconferência...

Em causa, está a saúde e segurança dos seus filhos. A maioria dos empregados tem medo de trazer o vírus para casa, entre algum trabalho suplementar...

Como muitos pais não têm quem tome conta dos filhos, alguns acabam por ficar sozinhos. Ficando vulneráveis às influências traumáticas da Telescola. Também a raptos de gangs...

Tal como na origem da pandemia, a China foi pioneira neste expediente prolongado!
A maioria dos chineses sempre esteve (habituado) a trabalhar enquanto dormia... vá lá, um bocado!

Revelar às crianças que o Pai Natal não existe e é apenas o tio invariavelmente mais bêbado com uma barba que até nem lhe fica mal porque lhe tapa a maior parte da cara pode ser um momento tão traumático como para a tia que, todos os anos, tem de tirar o borboto ao casaco e fazer mais um buraco no cinto...

 

Dado a sensibilidade do tema, é preferível serem os pais a fazê-lo, para as crianças não o saberem pela capa do livro do Nilton ou ouvirem pela boca da mesma professora que lhes diz para não chucharem nos dedos...

 

HD Professora despedida por dizer aos alunos que o

(fonte da imagem: https://thehooksite.com/school-teacher-under-fire-for-telling-young-children-santa-isnt-real/)

 

Uma professora nos EUA estragou o Natal a dezenas de famílias, depois de revelar aos seus alunos de apenas 6 anos que o Pai Natal não existe (e que a fila no centro de emprego não é assim tão longa...)

 

A professora delatora foi imediatamente presenteada com o fundo de desemprego e uma viagem ao IEFP -Polo Norte- para rever a matéria e atestar a veracidade das suas fontes (de rendimento...)

Passamos a vida a censurar aquelas pessoas que não trabalham!
Como se fossem os nossos descontos a pagar-lhes o rendimento mínimo garantido...

 

Eu prefiro criticar aquelas pessoas que começam a trabalhar, depois de anos sem o fazer...
(Isto também não acontece, pois não?)

 

Então, vamos todos condenar esta "desmeloada" que deixou de trabalhar para poder amamentar o seu namorado, mais de 20 anos depois de ter dado à luz...

 

HD Abandona o trabalho para amamentar o namorado.j

(fonte da imagem: http://www.worldstarhiphop.com/videos/video.php?v=wshh3akyD1Ydl3qdFiHA&no_hls=true)

 

Tal como o seu namorado bodybuilder, enfarda suplementos para produzir o leite que injeta na boca do atleta, sem o conhecimento do seu PT (Proíbe Tetas).  

 

Ironicamente, ao contrário de todos que abandonam essa ideia estranha do trabalho, esta deve ter sido a única que pessoa não o fez para se agarrar a mamar numa teta...