Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Os pedidos de casamento que chegam às redes sociais tendem a anelar os animais numa tentativa infeliz de criatividade malhada, mal alimentada e obviamente criticada...

Quem quer namorar com o agricultor... não pode ter pavor de ordenhar uma vaca!
Na maior parte dos casos, até põe a concorrência no estaleiro estábulo... 

HD Proposta de casamento com anel na teta de uma v

(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/farmer-proposes-girlfriend-putting-engagement-18838316)

Um agricultor, amador em apertar tetas que não as bovinas, colocou um anel de noivado na tetinha duma vaca, para convidar a sua noiva a passar-lhe a ferro a casaca...

Sabendo de antemão que algum leite morno cairia no chão... perdeu toda a razão ao entalar a liberdade duma fluida trabalhadora da sua herdade.

"Boi em terra alheia é vaca" e esperemos que a noiva não tente tirar o anel à força, pois ainda pode sair do curral... em maca!  

É compreensível que se queiram registar alguns (não todos, parem com isso!) momentos, principalmente aqueles em que temos a oportunidade de estar perto doutros seres que não costumam partilhar diariamente o autocarro connosco...

 

Os animais, por regra, não se importam que lhes tiremos fotos. Mas serem vistos numa selfie com humanos é algo que os envergonha. É muito mau para a reputação serem fotografados com descendentes desprovidos de inteligência e respeito pelo espaço e a Terra comuns...

 

HD Elefante dá chapada a jovem que lhe queria tir

(fonte da image: https://whatsnew2day.com/the-video-shows-elephant-pounding-tourist-in-the-face-in-zambia)

 

Uma jovem 'selfisista' levou um soco na vista, armada em artista, ao querer tirar uma foto com um elefante africano cuja tromba é tão longa como os boatos sugerem...

 

Foi seguramente a maior tromba que viu na sua curta vida!
Mesmo contando com algumas centenas de nudes trombicidas que lhe costumam entram pelas veias virtuais bombeadas pelas redes sociais que acabam por esbarrar numa proteção de vidro quase tão frágil como a película da sua curiosidade...   

No fim de semana passado, num grupo de amigos, conheci um jovem que se apresentava como influenciador. Veste roupas de uma marca e publica as fotos nas redes sociais. Disse-me não recebia nada por isso: compra as próprias roupas e, como está temporariamente desempregado, está a pagar o telemóvel às prestações. De momento, apenas está a conseguir influenciar os seus pais...

 

É uma ameaça à escala mundial, talvez mais alarmante que o aquecimento global. Todos juntos conseguem tapar o buraco do ozono, um sozinho... só consegue tapar os olhos de quem não quer ver!

 

HD Influenciadores chupam o mesmo e pagam a dobrar

(fonte da imagem: https://metro.co.uk/2019/07/03/ice-cream-seller-charges-double-for-every-influencer-who-asks-for-a-freebie-10109479/)

 

Cansado de lhe pedincharem por gelados em troco de selfies meladas no Instagram, um vendedor de gelados colocou um aviso a informar que os influenciadores pagam a dobrar... 

 

É francamente saboroso saber que esta praga de pedinchões começa a provar o seu próprio veneno. Claro que se tivessem de provar o veneno dos outros, não tinham qualquer problema em fazê-lo. Desde que não lhes cobrassem pela limpeza do vómito e da espuma dos (últimos) dias...

Ontem, durante um jantar de amigos, constatei que ainda não tinha visto os olhos a todas as crianças que estavam na mesa. Quando coloquei essa questão a um dos pais, ele tratou rapidamente de resolver a situação: enviou instantâneamente uma sms ao filho que lhe respondeu prontamente de volta. "Castanhos. Preciso que me carregues o telemóvel!"

 

Os jovens curvados aos vícios de exposição doentia aos smartphones começaram a desenvolver cornos, ainda antes de mudarem o seu estado no Facebook para "Numa relação"...

 

HD Jovens desenvolvem cornos por uso excessivo de

(fonte da imagem: https://www.phillyvoice.com/phone-horns-growing-young-people-skulls-research/)

 

Ansiedade, depressão e fobia social são para totós. Um profissional de redes sociais tem uns valentes cornos atrás da cabeça. Infelizmente, ficam fora do alcance das selfies...

 

Cientistas comprovaram igualmente que as protuberâncias vão alterar o código genético: os pais vão passar as saliências sem experiências para os filhos!
Longe vão os tempos em que os cornos apenas se passavam entre marido e mulher...

Com os primeiros raios de sol a entrar nas câmeras dos smartphones, surgem novas mutações de influenciadores (entre outros animais...) a habitar os feeds das redes sociais!
Promovem produtos, usam as roupas das marcas... mas são parcas as pessoas que efetivamente conseguem subsistir das receitas que não sejam elaboradas pelas próprias mães...

 

Depois de ser esclarecido pela filha sobre o que realmente faz um influencer, um trabalhador da construção civil resolveu demonstrar que também consegue posar sem sequer deixar de trabalhar...

 

HD Trabalhador da construção civil torna-se infl

(fonte da imagem: http://www.newslocker.com/en-uk/news/uk_news/construction-worker-dad-turns-himself-into-influencer-to-prove-point-to-daughter/)

 

Aquela cinta de ferramentas poderia perfeitamente conter pincéis de maquilhagem e melhorar a imagem (como o photoshop faz...) mas isso só iria borrar toda a pintura...

 

E o maçarico da direita (não há aqui qualquer referência a um militante do PSD...) assemelha-se com o 'maçarico' que não tira o smartphone da mão e que não vale, copiosamente, um charuto...