Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

A menos de uma semana do Halloween, os preparativos para a festa mais sombria do ano iniciam-se à velocidade que uma zaragatoa nos irrompe nariz dentro...

Não há motivo para que as crianças deixem de se reunir e compartilhar doces!
Se assegurarmos a distância social, podemos festejar o Halloween, o Carnaval e todas as outras festas de inverno, em que a chuva e o frio apenas podem provocar uma constipação e uma gripe que não exige nenhum teste...


(fonte da imagem: https://www.upi.com/Odd_News/2020/10/23/Pennsylvania-family-builds-Candypult-for-safe-trick-or-treating/4651603485108/)

As crianças americanas preparam-se para celebrar o Halloween, com a construção de catapultas!
De modo a poderem trocar guloseimas e travessuras, arremessadas com a distância de segurança, indicada para todos aqueles que não as apanhem com a testa...

Apesar de se perder algum do espírito de vizinhança com as visitas porta a porta, é a forma mais segura de acalmar as crianças que estão ansiosas de fazer uma travessura!
No caso de não apanharem uma chuva de chocolates que as impede de fazer mais disparates...

As autoridades de saúde aplaudiram a ideia, mas estão a certificar-se que os pais das crianças não se apropriam das catapultas para poderem encestar o lixo no ecoponto...

O aparelho de envio de objetos também atraiu a atenção dos CTT americanos!
A utilização deste equipamento pode reduzir a entrega de correspondência, entre 2 a 52 semanas...

Para calibrarem o alcance das catapultas, são aconselhados vários testes de preparação.
Sugere-se que se testem os arremessos com objetos similares a chocolates em barra, mesmo não sendo embalados e enviados à temperatura corporal...

Uma das maiores preocupações, durante a quarentena, é o estado do penteado!
Os homens vão desbravando o cabelo com as máquinas que têm à mão, as mulheres vão pintando as raízes, enquanto procuram vernizes e maquilhagem que já as fizeram felizes...

Barbeiros e cabeleireiras, ansiosos pelas manias e peneiras de clientes, vão treinando no cabelo de bonecas de brincar. Ou seja, nos respetivos parceiros, para a(bre)viar...


(fonte da imagem: https://www.boredpanda.com/funny-bored-people-quarantine-activities/?utm_source=google&utm_medium=organic&utm_campaign=organic)

Esta cobaia de penteados famosos, podia ser uma simples catraia, mas a quarentena pode também ser uma novena em que o dono da fazenda se torna ele próprio numa aia...

Segundo a penteadeira, foi o tédio que a levou a usar a cabeleira do marido, como tela cabeluda para recriar penteados que fizeram história no cinema. E agora, a indelével memória de quem só queria estar no sofá, à espera de um sono ou de uma refeição...

Milhares de homens estão agora interessados em fazer estes penteados!
Até porque, para poderem ter um cabelo forte, terão de usar uma máscara que não lhes tapa a boca, o nariz, nem lhes aperta as orelhas até ficarem vermelhas... 

Até como homem, me sinto pressionado a retirar alguma pelugem facial! Parece que algumas pessoas obtusas ficam confusas por não perceber onde acabam os pêlos do nariz... e onde começa o bigode!!!

A pressão social associada à imagem é uma lavagem do bom senso com aquele sabão rosa que ainda se esconde em algumas casas de banho mal iluminadas...


(fonte da imagem: https://www.newscabal.co.uk/model-says-her-monobrow-means-shes-inundated-by-messages-from-men-with-fetishes/)

Uma modelo dinamarquesa, de pelugem tesa, entre os olhos, diz que tem homens aos molhos, a tentar convidá-la para sair e fazer algumas atividades de jardinagem...

Recebe habitualmente mensagens de ódio e insultos na rua. Ela sabe que a culpa não é sua, nem tão-pouco das esteticistas caseiras que aquecem a cera no microondas...

Confessa que desde que deixou de aparar a sobrancelha, recebe mais propostas de emprego para desfiles, anúncios publicitários e documentários sobre vida selvagem...

As camisolas de Natal só saem dos armários, lá de casa, uma semana antes das festividades!
Acredito que existam alguns modelos que não façam comichão no corpo todo, mas todas as que experimentei deram-me sempre vontade de me coçar até à passagem de ano...


(fonte da imagem: https://www.insider.com/walmart-pulls-christmas-sweater-santa-cocaine-2019-12)

A cadeia de supermercados Walmart tinha à venda, uma camisola dum Pai Natal a enfiar linhas de neve pelo nariz acima, para ficar suficientemente magro e poder descer, pelas chaminés abaixo...

A clara referência a cocaína provocou inumeras reclamações de clientes que não estavam a contar que as peças de roupa viessem acompanhadas com pequenos sacos de sílica...

A marca foi obrigada a retirar as camisolas do mercado (branco) e a pedir desculpas a todos os consumidores de farinha Branca de Neve e rebuçados Flocos de Neve, por publicidade enganosa...

Fico entristecido quando ouço opiniões negativas sobre as relações dos outros!
Raramente são críticas construtivas de manifesta preocupação e são apenas projeções pessoais de um sentimento de posse e controlo. Está exageradamente elaborado: somos todos uns cuscas e gostamos de meter a colher (de pau!) entre marido e mulher...

Hoje temos um exemplo de uma relação que funciona a grande altitude, não força ninguém a estar sempre debaixo da sua asa e cujo trem de aterragem, não consta no dicionário desta menina...


(fonte da imagem: http://www.newslocker.com/en-uk/news/uk_news/woman-in-a-five-year-relationship-with-boeing-737-800-and-its-physical/)

Uma senhora 'aviadora' tem uma relação de 5 anos com um Boeing 737 e como o seu parceiro está sempre para fora, tem uma réplica sua ( e muito...) que lhe ocupa o espaço em falta na sua cama...

Esta paixão de aviação parece ser para durar, ao contrário de outras pequenas paixonetas por avionetas...

A mulher sabe que um relacionamento à distância pode ser difícil de manter. Mas tem confiança no seu 'parceiro de nariz empinado', mesmo nos dias em que está sozinha em casa, com a turbina acesa, a derramar combustível por todos os cantos...