Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O excesso de zelo na educação das crianças é uma preocupação premente!
Os pais fazem todas as tarefas, quando as crianças poderiam perfeitamente desempenhar pequenos encargos como carregar o seu tablet tratar do IRS ou validar as próprias despesas no e-fatura...

Estudos recentes defendem que a autonomia e independência dos mais novos deveriam começar com a limpeza da mobília (depois sim, o ambiente...), antes de deixarem de receber o abono de família...

HD Pais convidados a pararem de preparar o almoço
(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/parents-told-stop-packing-kids-20536512)

Um famoso pediatra aconselhou pais de todo o mundo a deixarem de preparar a marmita aos seus filhos a partir dos 8 anos de idade. Desde cedo, ganharão a liberdade de poderem escolher entre o McDonald's e o KFC...

As opiniões dividem especialistas, professores, fabricantes de tupperwares, pais e até as próprias crianças que exigem mais formação no manuseamento de facas de cozinha e panelas de pressão...

Ainda esta semana aconselhei uma colega de trabalho a levar na marmita!
Isto podia soar mal, mas foi um conselho saudável para deixar de comer sandes todos os dias. O seu corpo agradece e o estagiário que tem de limpar as migalhas que se barricam nos teclados, também...

 

Um estudo britânico apurou que um trabalhador apenas pára 34 minutos para almoçar, durante a hora completa que dispõe para matar a fome do Facebook e saciar a sede das stories no Instagram...

 

HD Pausa de almoço cada vez mais curta.jpg

(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/how-many-minutes-hours-days-16281639)

 

Esta tendência de diminuição da pausa efetiva de almoço está diretamente ligada à poupança e tenho de escrever aqui saúde também? que a cultura da marmita proporciona a quem já não tem de sair do trabalho/levantar-se sequer para almoçar...

 

São cerca de 12 dias de férias anuais que podemos somar às horas extraordinárias e oferecer aos nossos patrões como prova de fidelidade e compromisso para com a empresa que nos assegura a subsistência e ausência de vida própria...

A flatulência no escritório não bate à porta...
Aparece misteriosamente, assim como as minhas bolachas de chocolate desaparecem do armário ou como sou acusado injustamente de comer a marmita dos outros, apenas baseado no dúbio facto de nunca trazer nenhuma para o refeitório...

Lembro-me de um colega que se baixava sempre para apanhar uma caneta quando tocava a campaínha da receção. Nunca sabia porque seria, mas sempre desconfiei que tinha o senhor Castanho à porta...

 

HD Bullying com peidos no trabalho.jpg

(fonte da imagem: http://www.dalaimamablog.com/2013/02/sharts-and-farts.html)

 

Um funcionário acusou o seu chefe de lhe fazer bullying flatulento no trabalho!
O tribunal cagou para negou o seu apelo de indemnização por danos olfativos, argumentando que "meia dúzia de peidinhos por dia não tornam o ambiente de trabalho assim tão pesado..."

 

O colaborador declarou ao juíz que a intenção do chefe puzete era mostrar-lhe o caminho da porta e (mesmo quando o almoço era uma feijoada bem condimentada) nunca lhe deixou uma janela aberta...

Uma moda embalada que surgiu por necessidade (e veio para ficar...) é a marmita no trabalho!

 

Todavia, existem marmitas muito parecidas e é preciso certificarmo-nos qual é de facto a nossa, para o nosso paladar não se enganar com o sabor da marmita alhei(r)a...

 

HD Comer a marmita errada.jpg

 (imagem: https://1.bp.blogspot.com/-2sN6heRiRDc/T6f5hp6J69I/AAAAAAAAB5w/sOfTV3yexKs/s1600/Marmita2+(1).jpg)

 

Uma mulher brasileira foi despedida por ter comido a marmita da sua colega, por engano...

 

O seu advogado não quer deixar arrefecer este caso e promete levá-lo ao microondas da justiça!

 

Independentemente do desfecho desta embalagem, mas vale prevenir dando o mote, como diz a artista musical erudita Rosinha que... leva no pacote!