Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Quem ainda não desensarilhou as luzes de Natal (ou já tentou fazê-lo, pensou em desistir e comprar novas, lembrou-se que ainda dá mais trabalho ter de escolher outras, e voltou a tentar desembaraçá-las até descobrir que metade já não funcionam...) e fica a pensar nos gastos da conta da EDP para este mês, tem aqui uma ideia luminosa para colocar no aquário dos seus filhos...

HD Enguia fornece energia para as luzes de árvore
(fonte da imagem: https://www.dailymail.co.uk/news/article-7755199/Shocked-Electric-eel-powers-aquariums-Christmas-lights.html)

Uma enguia elétrica está a ser usada como 'fonte de alimentação' para as luzes de Natal de um aquário de um estado (de poupança) americano...

Sempre que a enguia procura alimento ou fica excitada, torna-se uma tomada poupada!!!

Uma onda de choque tem eletrizado as redes sociais sobre um incontornável aproveitamento e escravização do animal. Vários utilizadores exigem respostas a questões que estão por esclarecer. Entre elas destacam-se a possível utilização da enguia na tarifa bi-horária, simultâneamente com o uso da máquina de lavar e o forno elétrico....

As tradições começam a ser consideradas 'sem pé nem cabeça', principalmente quando é natural decorar a casa com uma árvore de Natal... 'de pernas para o ar'!

HD Árvore de Natal invertida_SAPO.jpg
(fonte da imagem: https://www.marthastewart.com/1524196/upside-down-christmas-trees)

Não é novidade, mas a popularidade das árvores de Natal invertidas tem enfeitado as redes sociais, com raminhos espetados, bolas suspensas e prendas pretensas...

O Natal é quando alguém o quiser mostrar... na internet!

Aparentemente, são amigas dos animais e de habitações pequenas.
Pessoalmente, são inimigas das cerejas no topo do bolo estrelas no topo das árvores. E de quem só desvia o olhar do smartphone para olhar para o teto, quando todas as luzes se apagam...