Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

A vívida memória do confinamento ainda nos assola o pensamento!
Estar em casa para tentar esquecer o que poderíamos estar a fazer, não é uma ideia saudável.
Pelo menos, para quem precisa de sustentar os vícios da alimentação, alojamento e pagamento de contas, a prazo vitalício...

Alguns estilos de vida abraçaram a quarentena como uma travesseira amena. Quando aquece em demasia é voltada do avesso e continua a ser o confesso mais ergonómico...

A maioria encarou-o como uma experiência forçada, ainda assim remunerada por um lay-off subcontratado por um rendimento mínimo de um expoente máximo...


(fonte da imagem: https://www.albawaba.com/editors-choice/german-university-paying-grants-1900-doing-nothing-1375823)

Uma universidade alemã não parece lá muito sã, ao lançar com concurso que remunera participantes disponíveis para fazer o menos possível, durante o tempo que quiserem...

Poderíamos facilmente dizer que o mesmo já acontece com as bolsas que são atribuídas a estudantes diletantes. Seria errado, pois, a capacidade de deslocação entre casa e escola, tem de ser premiada com um par de livros na sacola...

Os concorrentes têm de fazer a candidatura, explicando pormenorizadamente, como pretendem receber os 1.900 dólares sem fazer nada por isso. Ou seja, dá mais trabalho pensar na ideia do que propriamente pô-la em prática...

Para além de todos os desempregados do país, calcula-se que o número de candidaturas pode superar os votos das legislaturas do ano passado...

Cada um de nós tem a sua maneira de lidar com pandemia do Coronavírus!
Uns escolhem falar estritamente sobre as medidas de prevenção, outros preferem guardar a sua opinião e deixar os responsáveis de saúde pronunciar-se sobre o assunto como as previsões de um signo que condicionam a nossa vida...

Existem inúmeras terapias para recuperar as alegrias que julgávamos meras satisfações de um dia a dia, com as mundanas preocupações... 

Um grito pode ser uma forma ruidosa de libertar stress (e gotículas para o ar?)!
Como não precisamos de libertar um vírus que pode estar preso sem o nosso conhecimento, devemos seguir às regras este tratamento com o consentimento de quem deve estar o mais longe possível...


(fonte da imagem: https://www.cbsnews.com/news/iceland-broadcasting-screams-relieve-coronavirus-lockdown-pandemic-stress/)

A Islândia está transmitir gritos libertadores de todo o mundo, através de colunas instaladas em lugares paradisíacos onde a voz ecoa quase tanto como em prédios de bairros sociais...

A ideia surgiu duma ação de promoção ao país. E numa forma de dar uso a centenas de colunas e amplificadores que ainda estão em lay-off, até a retoma da época de festivais...

Qualquer um pode gravar o seu grito diretamente no site para ser reproduzido e ouvido por todas as pessoas interessadas em perceber como se pode obter prazer em gritar, sem importunar nenhum dos seus vizinhos...

A terapia de grito é uma abordagem terapêutica que nunca reuniu consenso na comunidade médica.
Por vezes, é realmente difícil distinguir entre gritar e falar muito alto, demasiado perto dos ouvidos...
Todavia, com o uso regular de máscara, esta diferenciação 'muda', tende a desaparecer num piscar de olhos...

As condições de trabalho que os profissionais de saúde se sujeitam são ligeiramente diferentes daquelas que os cidadãos revoltados se queixam, por ter de usar uma máscara desconfortável...

O equipamento de proteção, causa queimaduras e cortes na face!
Apanhar sol, na praia, no período de lay-off, somente provoca cortes no salário...

Outra reclamação da população é a dificuldade em reconhecer as caras de amigos e conhecidos, em plena via pública. O que é compreensível e quase tão penoso como um enfermeiro ou um médico, voltar a casa ao fim de 3 meses e não ser reconhecido pelos seus filhos recém-nascidos...

A nossa formação intensiva em epidemiologia, durante o confinamento recente, não mencionou que existe um fato de proteção médico demasiado transparente...


(fonte da imagem: https://www.thesun.co.uk/news/11664509/russian-nurse-lingerie-transparent-ppe/)

Uma enfermeira russa foi suspensa por utilizar um fato transparente que não a protegeu de nenhum olhar inocente para a sua roupa interior atraente...

Segundo a enfermeira, a proteção completa de vinil era muito quente e não lhe ocorreu que era possível ver a sua lingerie através dum fato transparente...!


A profissional chegou a reportar novos sintomas do Covid-19. Vários doentes seus, padeciam de ininterrupta visão turva e de um salivar constante...

Apesar da ação disciplinar, nenhum utente fez queixa da indumentária alternativa!
Testemunhos de vários doentes infetados, são tão consistentes como as suas febres persistentes e uma impossibilidade anatómica de se poderem deitar de barriga para baixo...

Todavia, o número de recuperados da ala onde trabalha é bastante inferior aos restantes blocos, onde os pacientes apenas podem ficar a olhar para a televisão...