Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O frio que se sente no inverno é sessenta vezes maior quando alguém se senta na sanita...

Entre o conforto de estar sentado ou sentir o nalguedo gelado, há um salpico acre que nos convence a não tentar usar o robe ao contrário...

Existem coberturas e tampos de sanitas para pessoas menos aflitas, mas depois do primeiro uso é um abuso olfativo voltar a col(oc)á-las no interior das nossas coxas...


(fonte da imagem: https://www.dailystar.co.uk/news/weird-news/japanese-loos-say-hello-warm-23371604)

As novas sanitas japonesas 'dizem olá' a todas as certezas que temos ao querer passar mais tempo a fazer as necessidades fisiológicas, combatendo as adversidades meteorológicas como o frio e os aguaceiros, vindos de baixo para cima...

Basta levantar a tampa, para a sanita 'dizer olá' e 'sinta-se à vontade para soprar de todas as formas que consiga'...

Brilham no escuro, da mesma forma que nós brilhamos ao deixar entrar alguma claridade pelo portão onde nem um feijão costuma poder entrar...

Podem ser previamente aquecidas à temperatura desejada e são programadas para fazer a descarga ainda antes da entrada de ar pelas nossas trémulas narinas...

São a tecnologia de ponta (à ponta) mais procurada desde a 2ª ou 3ª (em qual é que vamos?) vaga da pandemia!

Conseguem medir a pressão arterial, o nível de açúcar e gordura corporal! Têm alguma margem de erro devido à dificuldade de distinção entre jogas, troncos, barro e lava porcelânica...  

São eventos como este aqui em baixo/bem ao alto que me fazem respeitar todas as culturas, independentemente da distância, do tom de pele e do tamanho da celebração...

HD Festival do Pénis.jpg

(fonte da imagem: https://mytsubo.wordpress.com/2014/02/01/festa-e-matsuri-%E3%80%80%E7%A5%AD%E3%82%8A/)

 

Honen-sai é o nome do festival religioso (!) que comemora o orgão sexual masculino no Japão e manda a tradição que levantem um andor fálico e o façam passear em procissão para todos receberem a benção e os homens consigam sempre erguer... os olhos para o ver!

 

Os visitantes rezam às monumentais estruturas fálicas para que possam ter filhos, conhecer o amor das suas vidas e ter um longo pesadelo cor de rosa (lembram-se do filme de 1998 com o Diogo Implante e a Catarina Forcado???)

 

Não há só um pénis monstruoso a sair à rua! Existem igualmente miniaturas representadas em doçuras que podemos meter à boca ou levar de recordação para oferecer a quem saboreia a tradição...

As t-shirts brancas estão na moda, com exceção daquelas que já têm a típica descoloração amarelada na zona da sovacália...

 

Todavia, basta uma simples ilusão de ótica para que consigamos estar na moda e, ao mesmo tempo, dar a entender que temos mais maminhas que os peitos das vizinhas...

 

HD Tshirt faz aumentar o tamanho do peito.jpg

(fonte da imagem: http://lifeinjapan.ru/article/show/10701

 

A marca japonesa EkoD Works criou uma t-shirt que ilude o volume do peito, mas que rapidamente desilude quando constatamos que custam cerca de 30 euros...

 

Não chegavam já as cirurgias plásticas, os soutiens push-up e outras técnicas para aumentar as glândulas mamárias. Agora vemo-nos forçados a pedir a alguém para despir a t-shirt, simplesmente para não sermos enganados em relação ao tamanho real dos seus seios...

A nova coqueluche dos filmes de adultos no Japão, padece de uma doença rara que, aparentemente, apenas lhe retirou comprimento... à altura!

 

HD Ator anão nippon.jpg

(imagem http://www.blitzquotidiano.it/wp/wp/wp-content/uploads/2017/05/kohey-nishi-attore-porno-bambino-300x200.png)

 

Kohey Nishi, 24 anos, largou uma carreira de programador informático e agarrou com toda a força um daqueles melões da foto acima para mamar, literalmente, num ofício bem mais prazeroso!

 

Segundo o ator, ainda sente "alguma dificuldade em ter uma ereção" pelo facto de estar sempre rodeado de muitas pessoas. Este fenómeno atrai a atenção de todo o staff da produção que fica a torcer, como uma claque, para que o pequenote brote vida no seu bracinho sem dedinhos...

Este episódio de violência relacionado com desaproveitamento escolar, não é insólita no Japão.

 

http://www.jn.pt/mundo/interior/pai-mata-filho-por-nao-ter-estudado-para-a-prova-de-ingresso-5352804.html

 

cartoon-butcher-knife-sharpening-meat.jpg

 

Indeciso no castigo a aplicar ao filho, o pai optou por não lhe tirar a Playstation mas sim colocar-lhe uma faca no coração.
Talvez seja uma punição demasiado severa, mas é sabido que os japoneses são bons com facas e as consolas consomem demasiada energia!