Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Hoje em dia, é preciso muito engenho para que os filhos façam algo pelos pais!
Ou então so há retorno, quando há suborno...

 

Vamos todos puxar o freio para manter esta carruagem dentro da passagem de nível com guarda...?
(Pouca terra, pouca terra... daqui a nada já não há Terra nenhuma!)

 

HD Pai cria t-shirt para o filho lhe fazer massage

(fonte da imagem: https://www.boredpanda.com/dad-designs-tshirt-tricking-son-into-giving-massage-japan/?utm_source=google&utm_medium=organic&utm_campaign=organic)

 

Um engenheiro da Google criou uma t-shirt com vias férreas estampadas, para que o seu filho lhe possa massajar as costas com a locomotiva, sem perceber que está a ser encarrilado...

 

A ideia é genial, desde que não passe na estação ao largo da exploração infantil...

 

A t-shirt já está venda num site japonês que garante não enganar o freguês ao contrário daqueles que só dizem porquês, mas adverte as mães para não usarem a peça de roupa ao contrário pois o comboio que vem com a embalagem não reconhece a travagem nas lombas da viagem...

Sempre que tenho de cortar o cabelo, com um barbeiro diferente, fico relutante e raramente confiante que irei permanecer com ambas as orelhas! A última vez que isso aconteceu, foi com um adolescente imberbe e borbulhento que -por ser o filho do barbeiro- não se lhe pode negar a oportunidade de nos marcar para a eternidade... 

 

A filha de um barbeiro de apenas 7 anos já domina a arte de cortar cabelo e manuseia as tesouras tal como um talhante o faz com o cutelo...

 

HD Menina barbeira de 7 anos de idade.jpg

(fonte da imagem: https://www.upi.com/Odd_News/2019/01/18/Seven-year-old-barber-draws-attention-at-Houston-shop/1021547827085/?rc_fifo=1)

 

Desde criança (mais nova, tipo meses, talvez um ano ou dois...) que observava minuciosamente o trabalho do pai e não tardou em deixar de fazer marrafas às Barbies para se aventurar a tosquiar o cabelinho a Kens de carne e osso...

 

Nenhum cliente se queixou do trabalho e ninguém se corta de ser atendido pela Pequena Barbeira.
Só a Segurança Social daquela cidade anda a cortar no controlo do trabalho infantil...