Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O Dia dos Namorados, manteve os casais confinados, como uma previsão verosímil de como serão o resto dos seus dias, depois de casados...

Antigamente, os recém-casados mal conseguiam esperar pelo fim da cerimónia para tirar rapidamente as roupas. Isto porque as costuras das calças e do vestido de noiva, provocavam comichões que se sentiam por dentro e irrompiam para fora...

Desde a era das redes sociais, a pressa em consumar o casamento deu lugar à pressão em mostrar cada momento que os outros possam invejar. Sentados, no seu respetivo lugar...

(fonte da imagem: https://www.ndtv.com/offbeat/hold-on-babe-pic-of-groom-using-computer-as-bride-waits-is-now-a-rofl-meme-2367452)

A foto de um noivo sentado em frente ao computador, enquanto a noiva aguarda na cama, à espera do seu amor, criou um voto de casamento chamado 'até que a internet nos separe'...

A noiva permanece impávida e serena, na incerteza se molhará a pena ou se valerá a pena rezar para que o wi-fi deixe de funcionar...

Desconhece-se o que o noivo estaria a fazer, para além de estar a virar as costas à pessoa que irá ter pela frente o resto da sua vida...

Estaria a apagar o histórico de pesquisas no Google?
A atualizar o seu estado civil no perfil do Facebook?
A personalizar mais uma skin no Fortnite?
A confirmar se já recebeu o convite para entrar no Clubhouse?

A única coisa que podemos ver, é uma caixa de lenços de papel ao lado do monitor!
Que também deverá ser usada pela noiva! Só para limpar as lágrimas.
Os únicos fluidos que vão escorrer naquela noite...

Se pesquisarem no Google 'as maneiras mais estúpidas de apanhar Covid-19', talvez encontrem alguma facilmente reconhecida, por algum vizinho ou familiar, que também arranjou uma desculpa para sair de casa sem necessidade aparente...

Pior que sair de casa é entrar em casa alheia, com ou sem convite, mas com um palpite que possa haver algum aniversário que possa prolongar ainda mais este calendário...


(fonte da imagem: https://www.radio.com/news/15-people-contract-covid-from-attending-cats-birthday-party)

Mais de 15 pessoas contraíram o novo coronavírus, após terem comparecido numa festa de aniversário de um gato que deve ter julgado que a tosse e os espirros seriam apenas resultado de uma alergia, a sair de casa depois do confinamento...

O surto peludo, atraiu as atenções do ministro da Saúde do Chile, que não ficou surpreso por se tratar de um ajuntamento devido a uma festa de anos. Ficou após saber que o aniversário era de um gato, animal responsável por assegurar a sua própria higiene pessoal...

A boa notícia foi que o gato não ficou contaminado!
A má notícia foi saber que o dono era o paciente zero, responsável pela contaminação de todos os convidados. Inclusive daqueles que até trouxeram prenda...

Todos os contaminados confessaram que o motivo da reunião, foi efetivamente a celebração do aniversário do gato. Nenhum deles tentou enganar as autoridades, com justificações disparatadas como levar comida e prestar apoio comunitário ao dono...

Para além das 10 pessoas que cantaram os parabéns ao bichano, mais 5 pessoas ficaram doentes por se recusarem a acreditar na história e terem exigido explicações presenciais aos convidados...

Fazer sexo em tempo de pandemia é uma alergia atópica, tão atípica como uma coceira sazonal que ruboriza quem fricciona uma pele que não é só a sua...

Diversos estudos científicos sobre a transmissão do vírus, permitem concluir que passamos mais tempo com o Google do que com a nossa parceira de pesquisas corporais...

A possibilidade de contágio pela saliva, sangue, fluídos vaginais e sémen, fazem-nos refletir se não deveríamos efetuá-lo unicamente pelo risco de poder reproduzir...  

Ter cuidado com o ato sexual não significa executá-lo como um animal. Se bem que algumas espécies animais só o fazem com o mesmo parceiro que nem baba o travesseiro...


(fonte da imagem: https://www.thesun.co.uk/fabulous/11885268/im-so-scared-of-coronavirus-i-have-sex-with-ppe-on-i-deep-clean-my-bedroom-everyday-we-wear-face-masks-gloves/)

Desde o início do Covid-19, um casal britânico só pratica sexo protegido com máscara e luvas, depois de uma desinfeção tão profunda quanto os detergentes permitem...

A condição foi imposta por uma enfermeira que gosta de levar. Trabalho para casa...

Como qualquer homem, o namorado aceitou a exigência, sem precisar de ouvir os termos...

Já gastaram mais de 3 mil euros em material de proteção, desde o início da pandemia e desta atividade que leva a expressão 'brincar aos médicos' aos cuidados intensivos...

A duração da atividade sexual é programada e não são toleradas posições sexuais em que os parceiros estejam frente a frente!
Antes da pandemia também já era assim. Obviamente sem máscara e luvas. Pelo menos na boca de ambos...

Claro que olharam para o gato primeiro!
Aqui há gato. E daqueles que olham para nós como se fossemos a comida molhada...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/potato-googly-eyed-cats-stunned-20864784)

É o Potato. Tem 5 anos e um olhar embalsamado, demoníaco e sempre desconfiado que a qualquer momento lhe vamos dar banho e cortar as unhas...

O bichano insano tem mais de 50 mil seguidores do Instagram e tem várias parcerias com marcas e personalidades. Inclusivé com Satanás e seus afiliados!

A dona adotou-o aos 2 anos de idade (e desde aí teme pela sua vida...).

Desconhece a razão de o seu gato ter sempre um olhar esgazeado. Pode ser alguma condição genética ou pode dever-se ao facto de estar no seu colo, quando está no computador, e ter acesso ao seu histórico de pesquisas no Google...

Pedir indicações a pedrestres, sobre o caminho a seguir, é coisa do século passado!
Parar o carro? Abrir o vidro? Conversar? Com estranhos locais? Se se lembram de ter seguido estes passos, então estarão agora com um doce sentimento de nostalgia...

O Google Maps veio substituir a aventura na descoberta e criar um alerta para nos avisar que não devemos parar nos locais que queremos ficar a conhecer... (I?)


(fonte da imagem: https://www.upi.com/Odd_News/2019/10/15/Italian-town-warns-tourists-not-to-use-Google-Maps-after-144-emergency-calls/5281571170797/)

A polícia de uma cidade italiana aconselha os turistas a confiarem apenas nas suas vistas e não usarem a aplicação da Google, de modo a não irem parar a um local sem wifi e sem tomada para carregarem o seu smartphone...

Será que o Google Maps não atualiza todos os caminhos, quelhos, ruelas e vielas e também não informa o utilizador qual o meio de transporte adequado alternativo a ficar sentado???