Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

São muitos os que questionam qual a finalidade da Polícia Marítima!
Não existem ajuntamentos de pessoas no mar. Só se for em iates!
A distribuição de droga, via marítima, é feita a retalho e não corresponde a uma atividade de venda direta ao público...

Concordo que alguém tem de cuidar dos nossos submarinos. Foram dispendiosos e nunca se sabe quando irão ser necessários. Nem para quê...

Contudo, a Marinha ainda é uma parte fundamental da defesa de um país. Das pessoas que pagam impostos à nação e que têm de comprar a ração de quem já tem influência direta na nossa escolha de voto...


https://www.indiatoday.in/trending-news/story/thai-navy-sailor-saves-four-cats-from-sinking-ship-in-a-purrfect-rescue-mission-1775791-2021-03-05

Um oficial da Marinha tailandesa salvou 4 gatos de uma embarcação que afundou e comprovou que os ratos (dos tripulantes) são sempre os primeiros a abandonar o navio...

A embarcação incendiou-se e todas as pessoas que a ocupavam foram colocadas a salvo.
Felizmente, alguém se lembrou de examinar atentamente o navio e vislumbrou uns gatinhos, sozinhos e melhor acompanhados que ainda assim, precisavam de ser urgentemente resgatados...

O marinheiro nadou até ao navio, trouxe-os nas suas costas e teve direito a massagens de alto risco...

Nenhum dos animais ficou seco durante a operação de resgate!
Mas o que realmente importa é que nenhum deles ficou ferido durante a prova de natação. E para garantir que isso não volta a acontecer, não voltarão a aproximar-se da água que os seus donos ainda hão de beber...

Os gatinhos foram adotados pelos seus salvadores e fazem agora parte integrante da equipa de comando. Quem os vê em vigilância, durante as missões, não hesita em dizer que são como um peixe fora de água...

O aumento das adoções de animais de estimação, foi o único bom aumento que ouvimos falar durante a primeira vaga da pandemia...
Nesta segunda vaga, entre o fim do lay-off e o regresso ao teletrabalho, há menos um galho a ser ocupado pelo bichinho que tanto carinho nos trouxe e nada levou consigo...

O abandono de animais voltou a crescer no final do ano e a chegada da vacina não trará a imunidade de inumanidade sazonal, proporcional à conveniência do Natal...


(fonte da imagem: https://torontosun.com/news/weird/rescue-cats-don-santa-suits-for-purrfect-korean-christmas)

Um café, na Coreia do Sul, resgata gatos abandonados para (n)os manter ocupados, onde nesta altura do ano são fardados a rigor para receberem os poucos clientes que procuram o amor felino fora do aconchego do lar... 

O café tem cerca de 130 gatos que não respeitam a distância de segurança, entre o colo e a pança dos clientes mais exigentes de calor e mimo...

Os clientes estão autorizados a alimentar os animais, desde que façam despesa suficiente para darem alimento ao proprietário e funcionários do estabelecimento...

Existem vários letreiros a avisar que os chocolates de decoração apenas se encontram junto às árvores de Natal e não estão espalhados nas caixas de areia...

A clientela habitual rondava as 100 pessoas diárias, mas com a pandemia, o número desceu para cerca de 30. Os clientes resistentes, preferem sair do café com a roupa cheia de pelo do que com os ouvidos cheios de conselhos de epidemiologistas amadores... 

A probabilidade de estarmos em casa sentados sem termos o nosso gato no colo é quase nula!
Por isso, vestimos umas calças velhas e passamos o máximo de tempo possível no sofá. Só nos levantamos para ir comer e fazer as necessidades na caixa de areia...

Há uma forma de inverter este cenário preguiçoso e, podem ficar tranquilos, não envolve exercício físico nem saídas para o exterior, onde existem perigos como o Corona Vírus e até o sol...


(fonte da imagem: https://odditymall.com/fake-decoy-human-laps-for-needy-cats)

Colos falsos são a nova tendência para quem gatos quase tão mimados como os próprios filhos...

Devem ser perfeitamente dissimulados para os animais não se sentirem enganados. Da mesma maneira que lhes compramos comida barata ou, pior ainda, cheia de nutrientes e verduras...

Se o gato não cair na armadilha, há outras alternativas mais radicais!

Fingir que o nosso trabalho é feito a partir de casa e obriga a passar muito tempo sentado, continua a ser a medida mais utilizada por quem se esquece que 'alguém já andou com ele ao colo'...

Os gatos são conhecidos por terem gostos seletivos, no que concerne a sua alimentação. Até os melhores petiscos podem causar riscos... em sofás reféns de unhas insatisfeitas!

Maleitas à parte, bem longe e com a arte (de atar à parede com fita-cola...) de comer uma banana para toda a gente aprender que 'no descascar é que se ganha a fama...'


(fonte da imagem: https://twnews.co.uk/gb-news/cat-s-obsession-with-bananas-results-in-some-really-questionable-pictures)

O Bean é um gato doente por bananas e suas manas amigas: couve, alface e outros legumes que não se dão bem conservados, presos em latas...

O Bean foi adotado e deveria estar sempre no mercado a regatear com as senhoras que lhe queriam cobrar a dobrar, por fruta que nem sequer era da época...

Os veterinários não recomendam que coma bananas regularmente. É prejudicial para a sua saúde e a do seu dono. Que tem de se vergar mais amiúde para apanhar os croquetes da sua caixa de areia...

Todos os que costumam entrar neste santuário literário, sabem qual é a importância de novos estudos científicos sobre hábitos religiosos: nenhuma!

Desta vez, o terço é diferente quando se tem gatos no quarto. Farto é aquele que se enche de ir à igreja, para ficar em casa a beber cerveja idolatrar pequenos deuses de bigodes longos...


(fonte da imagem: https://news.sky.com/story/cat-lovers-less-likely-to-go-to-church-research-suggests-11902123)

Um estudo americano concluiu que amantes de gatos são menos propensos a frequentar a igreja e outros lugares de culto a divindades de milenares longevidades...

Os especialistas (em sacar bolsas do estado) envolvidos neste estudo, revelaram que como os gatos requerem poucos cuidados, os seus donos tendem a venerá-los até eles lhes darem dois pares de estalos...

A pesquisa chegou igualmente à conclusão que os gatos se consideram deuses por lhes oferecermos água e comida. Enquanto os cães acham que nós é que somos deuses por lhes fazermos o mesmo...
"Os deuses devem estar loucos, mas nós, humanos, estamos cada vez mais sãos..."