Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O casamento, já não tem a importância de outrora, na vida de um casal!
Os casais de agora não se preocupam com a hora de subir ao altar e dão pequenos passos num caminho que dispensam bem-fazer a pé descalço...

A tradição não se perdeu. Apenas se ganharam novas perspetivas, copiosamente ostensivas, onde os planos de futuro são feitos aos jantares, patrocinados preferencialmente por familiares...

Já ninguém precisa de casar, para selar um compromisso fácil de desvincular, com todas as alíneas de um contrato que pode ser revogado a cada abertura do mercado...

Contudo, ainda existem casamentos de pedra e cal! Podem até existirem algumas fissuras, mas as juras de amor conseguem desviar cursos de vários rios para o mesmo (a)mar...


(fonte da imagem: https://inews.co.uk/news/world/ecuador-worlds-oldest-couple-waldramina-quinteros-julio-mora-guinness-world-records-613620)

Um casal do Equador, vê o seu amor perdurar num casamento de 79 anos, onde a soma das suas idades perfaz 2 séculos, mais uma década e outra meia que já foi cosida à mão, vezes sem conta...

Casaram em segredo, pois nenhuma das famílias aprovava a união!
É como a história de uma telenovela atual, mas sem guião e intervalos intermináveis para publicidade...

É realmente um milagre estarem ambos lúcidos e saudáveis!
Não por terem mais de 100 anos cada um. Mas por terem sido professores, uma vida inteira...

Nunca pensaram em separar-se e escolher novos parceiros de dança, no centro de idosos da freguesia...

O seu segredo para a duração do matrimónio é dizer sempre a verdade!
Mesmo que isso implique inventar uma pequena história, enquanto aguardam que a sanidade apareça conforme a sua vontade...

Aquelas crianças que têm a infelicidade do aniversário coincidir com o Natal no calendário, costumam receber uma só prenda, para celebração do orçamento familiar...

Quando o dia de anos é o 26 de Dezembro... há sempre um membro da família a desejar boas festas, por estas e por outras que hão de vir...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/mum-wants-change-sons-birthday-21587701)

Uma mãe mão de vaca pediu conselhos na rede social Mumsnet sobre a possibilidade de alterar a data de aniversário do filho, por não lhe dar muito jeito ter de fazer festas para o filho de Deus e ao seu próprio filho, em dias consecutivos...

Em termos legais, não é possível fazê-lo! O Natal tem mesmo de ser celebrado no dia do costume...

Os utilizadores da Mumsnet ficaram revoltados com a sugestão e repudiaram veementemente esta hipótese. A criança poderia ficar baralhada com a troca do dia e ficar com traumas irreversíveis, apenas superáveis com um potencial divórcio que pudesse assegurar duas prendas no mesmo dia...

Em plena fase de estágio para a véspera de Natal, há que tomar precauções para os excessos cometidos na alimentação e ingestão de bebidas alcoólicas!
A ressaca do dia de Natal pode ser o maior desconforto possível. Não porque se esqueceram que algum familiar jantou convosco na noite anterior, mas por saberem que algumas crianças podem lembrar-se, para o resto das suas vidas, daquele tio que tropeçou e adormeceu em cima das prendas que pareciam almofadas de penas muito confortáveis...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/hangover-myths-avoid-dealing-morning-21083941)

Aqui podem encontrar muitos dos mitos sobre ressacas que ainda continuamos a praticar e a divulgar, como forma de nos sentirmos ligeiramente pior connosco próprios, depois de uma noite de consoada... ensopada!

Desde comer fritos, beber café ou muita água, ir para o ginásio é aquele que pode verdadeiramente resultar para acabar com a ressaca. Talvez igualmente com a vida. Apenas de uma forma mais fulminante...

Os brinquedos de criança são cada vez mais pormenorizados e há uma premente necessidade de controlo e fiscalização apertadas. É o único motivo pelo qual os filhos têm tablets iguais aos dos pais...

 

Diversas polémicas nasceram a partir da fisionomia dos Nenucos, das Barbies e até de algumas bonecas insufláveis que prometiam mais orifícios do que os realmente têm. Só soube deste facto pela pesquisa que fiz, longe de mim ter de dar à bomba só para encher/desencher bonecas/balões!

 

HD Brinquedo de Leão com genitais.jpg

(fonte da imagem: https://www.thesun.co.uk/fabulous/8454323/mum-lion-toy-willy-son-ban/)

 

Uma mãe australiana ficou chocada depois de a sua filha ter constatado que um dos brinquedos tinha um pénis -igual ao do seu marido- em miniatura debaixo da cauda...

 

Estarão as crianças de 5 anos preparadas para saber que os animais também têm pilinhas e pipis e muito raramente ambos?
Conseguir explicar a uma criança que os bonecos de bébes reais têm genitais não é bem a mesma coisa que fazê-los entender que muitos animais nascem sem o consentimento dos seus pais e que o planeamento familiar na selva é um pouco como o incentivo à natalidade. Existe, mas não funciona...

Recentes decisões de juízes têm chamado a atenção da opinião pública (departamento sofá e chaise longue) sobre a adequada condenação de cidadãos que lavam as mãos com  sabão rosa de barra e água que chega a ferver, mas é arrefecida para não queimar ninguém...

 

HD Condenado a ver o Bambi uma vez por mês.jpg

(fonte da imagem: https://www.smh.com.au/world/north-america/poacher-who-killed-hundreds-of-deer-sentenced-to-repeatedly-watch-bambi-20181218-p50mvx.html)

 

Condenado a um ano de prisão por matar veados ilegalmente, este 'gnu almiscarado' foi obrigado pelo juíz, a ver o filme Bambi uma vez por mês até decorar as falas todas e fazer teatro amador para a freguesia no salão paroquial!

 

É verdade que somos obrigados, nesta época de Natal, a ver o Sozinho em Casa e não cometemos nenhum pecado (para além de comermos tudo o que couber no bucho e fazermos de conta que prestamos atenção às histórias que alguns familiares já repetiram... vezes sem conta!)

 

Creio que o condenado vai aprender a lição* e depois de ver 12 vezes o filme, pedinchará para ver o Natal dos Hospitais sem intervalo para encomendar um Calcitrin ou um Mangostão Mais!

 

*Lembram-se daquela cena, quando o coelhinho Tambor diz para a sua mãe que o Bambi é esquisito e ela lhe responde: - Tambor, se não tens nada agradável para dizer, não digas nada! ???
Esta ainda é a lição que eu me recuso a aprender...