Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos


(fonte da imagem: https://www.ladbible.com/entertainment/viral-youtuber-spends-50-hours-buried-underground-in-coffin-20210331)

MrBeast, como é conhecido Jimmy Donaldson, passou 50 horas enterrado num caixão enquanto a sua multidão de seguidores acompanhou em direto, o youtuber a cumprir um confinamento que não deixou cair por terra...

A tarefa mais fácil desta proeza foi convencer o seus amigos a enterrarem-no vivo!
A mais difícil foi pedir-lhes para o desenterrar enquanto ainda estivesse a falar...

O plano havia sido elaborado há meses atrás e o youtuber já informara a sua família que pretendia ficar enterrado durante 2 dias seguidos. Os seus familiares não prestaram nenhuma atenção, pois o rapaz já se costuma enterrar no seu quarto há demasiado tempo...

Não é a primeira vez que vez algo assim tão excêntrico!
Já executou vários malabarismos virais na internet, mas a mãe não consegue esconder a emoção do dia em que foi capaz de se vestir e levar o lixo à rua...

No caixão, levou como munição: um cobertor e uma almofada. Provisões habituais de um dia normal...
Revelou que usou garrafas de plástico para poder urinar e a maior dificuldade foi conseguir segurar o cocó durante 2 dias. O fato de permanecer deitado poderia ter prolongado este mergulho subterrâneo, caso a matéria fecal continuasse a sair apenas pela cavidade bocal...

Pensou sair da toca antes do combinado, mas como os amigos tinham a sua autorização para lhe dar choques nos testículos, caso o fizesse, decidiu cumprir o prazo estipulado. Para assim poder continuar o seu legado e a sua sucessão não ficar torrada no calção...

Confessou querer mexer-se e não conseguir!
Chorou convulsamente, como se tivesse a ser transmitido para um programa da TVI ao domingo à noite...

Após sacudir a terra toda, admitiu ter sido um ato irrefletido e que não aconselha ninguém a tentar reproduzi-lo. Mesmo que esteja já morto. Para as redes sociais...

Foi um Natal diferente de anos anteriores!
Se, para alguns, não houve nenhuma redução na reunião familiar, então os próximos dias poderão confirmar se foi um Natal memorável, no pior sentido positivo...

A alegria natalícia continua a ser embrulhada com laços cada vez menos apertados e as prendas não têm de ficar paradas, após serem usadas sem qualquer reembolso nostálgico...

(fonte da imagem: https://gulfnews.com/world/offbeat/colombian-taxi-driver-and-canine-co-pilot-spread-christmas-cheer-1.1608879247300)

Um taxista colombiano e o seu c(ã)o-piloto espalharam a alegria natalícia (e algum fumo para a atmosfera...) vestidos a rigor com fatos de Pai Natal, óculos de aviador e barba farta por cima do pelo...

O taxista havia encontrado o rafeiro abandonado há alguns anos e desde aí começou a ocupar o lugar do passageiro, onde ninguém gosta de se sentar...

Faz-lhe companhia nos momentos mais difíceis. Não quando está sozinho, mas quando tem clientes que não param de ladrar durante toda a viagem...


Geraram-se filas de pessoas para darem um passeio pela cidade com a companhia canina!
Bem, as filas já existiam devido às compras de Natal e cada vez há menos táxis...

O turno começava às 4 manhã e só fazia algumas pausas depois do recolher obrigatório da pata do cão, após ter realizado a marcação de território...

O canito Colonel também se costuma fantasiar de polícia, durante o resto do ano.
Tem menos atenção, pois os clientes receiam que ele possa meter o nariz nas malas onde não é chamado...

Tatuar membros da família é uma moda 'marcante' que tem vindo a ganhar muitos seguidores!
Pode ser uma prova de amor e a única forma da família poder passear em conjunto, sem manter nenhuma distância física...

Longe vão os tempos dos lamentos do 'Amor de Mãe'!
O amor de um pai consegue (des)carregar todos os filhos numa perna, devidamente identificados para não serem confundidos com fundilhos acastanhados...


(fonte da imagem: https://www.ladbible.com/community/weird-dad-gets-six-little-turd-tattoos-in-tribute-to-his-kids-20201107)

Um pai aporcalhado tatuou na sua perna, o nome dos seus 6 filhos com dejetos personalizados, onde nem as moscas se esqueceram de aparecer no retrato da retrete familiar...

Alguns dos filhos acharam piada à tatuagem, mas nem todos se reveem no formato escolhido e no tom de pele menos saudável para dar um mergulho na sanita...

Como seria de esperar, as redes sociais começaram a desenrolar o rolo de papel higiénico para limpar esta sujidade legendada!
Uma chuva de (urina e) críticas, ensopou o pai pela falta de respeito e higiene no pernil...

Comentários cheirosos aconselham que o homem deva fazer a mesma tatuagem na parte da frente da perna. Para poder ver bem a merda que fez...

Como os filhos são crianças, ainda não têm bem noção da ilustração!
Mas com o passar dos anos, aprenderão a descolar da perna do pai...

Quando passo por vedações com o aviso 'Cuidado com o cão', fico com a sensação que o animal é o membro da família mais silencioso e seguramente o menos perigoso...

"Os cães ladram, mas a cabana não trespassa"

Há uma razão pela qual os cães ladram sem aparente motivo!
E só a conseguimos ver, quando alguém abre um buraco para nos fechar os olhos...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/genius-pet-owner-makes-dog-22814881)

Uma dona de casa ponderada teve uma ideia perfurada, ao abrir buracos na sua vedação, para os seus cães poderem ver e meter o focinho onde são sempre chamados...

Os vizinhos e transeuntes, também agradeceram a invenção, pois já são reconhecidos pelos animais que deixaram de lhes ladrar (sempre que têm o focinho entalado no buraco)!

A inventora não revelou qual foi a sua fonte de inspiração, mas excluiu qualquer alusão àquelas cenas para adultos, onde os buracos na parede só servem para saciar a sede...

A ideia esburacada já está a ser posta em prática por milhares de pessoas que, até à data, apenas faziam buracos nos muros para escorrer a água infiltrada no lodo da hum(an)idade... 

Como "em tempo de guerra, todo o buraco é trincheira", algumas vizinhas da beira, aproveitaram a brecha para espreitar e reparar que o relvado está todo amarelado e fortemente minado...

A principal dificuldade em detetar surtos de Covid-19 é compreender porque é que as pessoas consideram a sua vida social mais importante que a saúde de todos...

Depois da proibição de festivais e ajuntamentos, ainda existem vários mandamentos lapidados em mentes quadradas. Notícias em todo o mundo, registam infeções evitáveis que não escolhem religiões, nem crenças saudáveis...

A tradição alimenta a cultura que perdura como uma vacina milenar...

Os negócios em família resultam sempre numa quezília, apenas sanada depois de gerações de falência e insolvência...


(fonte da imagem: https://www.buzz.ie/news/groom-dies-and-over-100-guests-test-positive-for-covid-19-after-wedding-in-india-376585)

Um noivo indiano contagiou mais de uma centena de convidados, depois de assegurar que apenas a morte pode separar marido, mulher e toda uma pobre província...


Alegadamente, já estava doente antes do casamento. Mas como em qualquer matrimónio martelado, ninguém fica chateado se o noivo está adoentado antes de cometer o primeiro pecado...

Faleceu 2 dias depois no hospital, sem chegar a ver o enxoval da sua mulher...

Como o corpo foi cremado, não chegou a ser autopsiado e comprovado o possível contágio!

A confirmação chegou em coro solene, num funeral onde compareceram todos os familiares e amigos. Inclusive aqueles que não tiveram a sorte de ser convidados para cumprimentar os noivos durante o casório...