Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Uma menina libertina nascida na China, foi abandonada pelos seus pais, numa ilha deserta para aprender que existe vida, do lado de fora da porta do seu quarto... 

Foi encontrada por pescadores locais que estranharam ver uma jovem, numa ilha, sem tirar selfies e fazer vídeos para o Tik Tok...

Permaneceu 2 dias sozinha na ilha. Tinha apenas bolachas e água para se alimentar.
Depois desta experiência solitária, vai passar a relativizar o lanche escolar!
Caso regresse à escola, claro...

A adolescente tem 13 anos e recusava-se a ir às aulas, saindo apenas do seu quarto para comer, ir à casa de banho e reiniciar o router da sala, sempre que a internet ia abaixo...

Esta abordagem extrema de educação, segundo os pais, foi uma medida de desespero!
A menina já mal falava com eles e precisava de levar uma lição sobre a vida... de Robinson Crusoé!

Antes de mandarem a filha para o colégio do ilhéu, consultaram um especialista de sobrevivência.
O mesmo assegurou-lhes que não havia nenhum problema de maior, em abandonar uma criança por algum tempo. Ele próprio já o fizera. E quando lhe falaram nessa ideia, ele começou a coçar a cabeça, como se tivesse esquecido de algo...

O plano passava por monitorizar, sem que a jovem se apercebesse, do seu comportamento na ilha.
Durante o primeiro dia tudo decorreu com normalidade. Com a menina encostada a uma palmeira, à espera que o dinheiro caísse de uma árvore...

Todavia, ao segundo dia a ver navios, sem uma rede para se deitar e ligar o telemóvel, a náufraga forçada, conseguiu pedir ajuda externa, regressando à sua prisão voluntária domiciliária.
E acabou por não aprender com quantos paus se faz uma canoa... 

(fonte da imagem: https://www.odditycentral.com/news/parents-try-to-tame-rebellious-daughter-by-taking-her-to-deserted-island.html)

A preocupação diária de deixar as crianças na escola, apenas consegue ser superada pela inquietude de as não poder levar à escola. Pela vicissitude da vontade dum vírus sem baldas...

O portão fica fechado para quem está atrasado!
A razão do atraso não pode constar no recado para o encarregado de (sua) educação...


(fonte da imagem: https://www.nzherald.co.nz/lifestyle/french-school-asks-parents-to-stop-throwing-children-over-the-fence-when-theyre-late/X7TDOUVG65A3IQ3G3GMB75U7WI/)

Uma escola francesa colocou um aviso para os pais que gostam de fazer exercício de manhã, ao atirar as crianças por cima do portão da escola, sempre que estão atrasados para serem recebidos de portas abertas...

Nenhuma criança se magoou até ao momento!
Provavelmente por ainda haver capas com folhas brancas, para lhes encher o paraquedas que também pode ser usado como mochila escolar...

A vedação tem cerca de 1,80 metros e nenhum aluno conseguiria trepá-la sozinho.
Para entrar, seguramente não...

As portas da escola já não se encontram sempre abertas, dado que o porteiro residente já só é responsável por abrir a porta da sua própria casa. Para ir fazer compras e regressar antes do recolher obrigatório...

Depois dos recentes atentados terroristas no país, todas as escolas de França estão fechadas durante as aulas para não receberem alunos armados, não matriculados na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento...

Com o regresso às aulas, a facilidade de contágio com o Covid-19, contrasta com a crescente dificuldade que os pais têm em comprar material escolar...

A insegurança nas precárias medidas sanitárias, deixa todos os encarregados de educação com uma mão no coração e a outra dentro da bolsa, a procurar a máscara obrigatória para esgotar o resto do ar que ainda respiram...


(fonte da imagem: https://www.upi.com/Odd_News/2020/09/09/Watch-Georgia-teacher-using-vertical-space-for-social-distancing/8981599679317/)

Um professor americano concebeu um plano -vertical- que mantém a distância social entre alunos, professores e todos aqueles que têm horrores de alturas...

Formado em trabalhos manuais, desenhou uma plataforma elevatória que garante um distanciamento dentro da sala de aula e uma maior proximidade do teto...

A ideia genial foi aplaudida, sentada, por todos os estudantes que gostam de baloiçar os pés na cadeira, sem estragar as pontas dos sapatos...

Quem padece de vertigens, permanece sentado com os pés no chão e tem ainda a opção de poder usar um capacete de proteção contra chuvas de canetas e derrocadas de livros...

Os alunos que experimentaram o elevador de interior, revelaram que ganharam uma nova perspetiva das aulas e uma possibilidade de olharem para o chão, sem o professor perceber que estão a adormecer...

A educação sexual é um tema muito difícil de explicar às crianças. Elas já não acreditam que os bebés são entregues pelo bico das cegonhas, até porque algumas até já ouviram que os bicos são um contracetivo muito eficaz em adolescentes...

Até ao momento, não existia qualquer suporte visual adequado que facilitasse a aprendizagem. Já existe! Mas só é adequado para quem consegue desenhar palhaços com a roupinha toda...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/mum-brands-kids-book-explaining-21636027)

'Mummy Laid an Egg!' é um livro infantil sobre educação sexual que tira ideias ao Kamasutra e tira também, todos os pais do sério...

O livro contém inúmeros desenhos de palhaços simulando posições sexuais que deixaram milhares de pessoas em dúvida, sobre 'a correta forma de folhear'...

Principalmente aqueles que ainda lambem as pontas dos dedos. Antes de virar a página e começar um novo capítulo, com as mesmas personagens e uma narrativa que já ninguém tem paciência (para ler...)!

Recentes episódios de violência nas escolas portugueses, deixaram o país alarmado com a renomeação do ministro da Educação. E também preocupado com a falta de segurança nos recintos escolares...

Os métodos de ensino de alguns países são um exemplo de seriedade na qualificação, embora existam outros procedimentos que não devemos copiar...


(fonte da imagem: https://www.dailymail.co.uk/news/article-7595531/Indian-school-makes-students-wear-cardboard-boxes-heads-attempt-stop-cheating.html)

Uma escola indiana 'convidou' os alunos a usarem uma caixa de cartão na cabeça, para os impedir de copiar como enxames, durante os exames...

Cada estudante trazia a sua caixa de casa. Estavam autorizados a utilizá-la como pasta, caso colocassem os livros no seu interior e a transportassem debaixo de um braço...

A medida era opcional: os alunos não eram obrigados a colocar uma caixa na cabeça. Também podiam usar latas de tinta, baldes, alguidares e cestos de palha, sem asas...