Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos



Uma mulher descobriu que o seu ginecologista é o seu pai biológico e é lógico que não ficou de braços cruzados, nem voltou a descruzar as pernas...

Ao fim de 9 anos de consultas periódicas, ficou a saber que o ginecologista familiar é realmente da família...

Sabia de antemão que o Dr. Morris Wortman supervisionara a inseminação artificial pela qual nasceu, confirmando assim que deu uma mãozinha na sua conceção...

Enganara a sua mãe, informando-a que o esperma foi doado por um estudante de confiança.
Era como se fosse o seu braço direito...


Foram precisas várias tentativas para a sua mãe conseguir engravidar. Ela chegou a perguntar se o médico fazia tudo direito. Ele garantiu-lhe que sim, mas os avanços da medicina nos anos 80, ainda eram um tiro no escuro...

Até à descoberta, não tinha nada a apontar ao ginecologista!
Ao contrário dele, que chegava por vezes a apontar onde iria começar a trabalhar...

Começou a desconfiar que havia algo estranho, após o Doutor convidar a sua esposa para entrar no consultório e lhe questionar se achava a paciente parecida consigo. Ela disse-lhe que sim e perguntou-lhe se era mesmo necessário ter de responder a essa questão, sempre que alguém se sentava na escachadeira...

No decorrer da investigação e após os resultados do ADN, ficou também a saber que tem 6 meios irmãos. Todos com um trauma, esse sim, bem inteiro...


O doutor Estranho Ardor conhecia a paciente desde que ela era uma bela criança!
Assim que chegou à idade adulta, começou a ser acompanhada por ele que passou a conhecer mais profundamente a sua beleza interior... 

Na queixa-crime que apresentou ao saber da sua parentalidade, para além de má prática médica, alega que o pai há muito que se metia na sua vida...

(fonte da imagem: https://www.indy100.com/news/gynaecologists-examine-you-thinking-confessions-medicine-whisper-women-health-7965586)
(fonte da notícia: https://www.mirror.co.uk/news/us-news/woman-35-discovers-gynaecologist-70-25005379)

Uma menina libertina nascida na China, foi abandonada pelos seus pais, numa ilha deserta para aprender que existe vida, do lado de fora da porta do seu quarto... 

Foi encontrada por pescadores locais que estranharam ver uma jovem, numa ilha, sem tirar selfies e fazer vídeos para o Tik Tok...

Permaneceu 2 dias sozinha na ilha. Tinha apenas bolachas e água para se alimentar.
Depois desta experiência solitária, vai passar a relativizar o lanche escolar!
Caso regresse à escola, claro...

A adolescente tem 13 anos e recusava-se a ir às aulas, saindo apenas do seu quarto para comer, ir à casa de banho e reiniciar o router da sala, sempre que a internet ia abaixo...

Esta abordagem extrema de educação, segundo os pais, foi uma medida de desespero!
A menina já mal falava com eles e precisava de levar uma lição sobre a vida... de Robinson Crusoé!

Antes de mandarem a filha para o colégio do ilhéu, consultaram um especialista de sobrevivência.
O mesmo assegurou-lhes que não havia nenhum problema de maior, em abandonar uma criança por algum tempo. Ele próprio já o fizera. E quando lhe falaram nessa ideia, ele começou a coçar a cabeça, como se tivesse esquecido de algo...

O plano passava por monitorizar, sem que a jovem se apercebesse, do seu comportamento na ilha.
Durante o primeiro dia tudo decorreu com normalidade. Com a menina encostada a uma palmeira, à espera que o dinheiro caísse de uma árvore...

Todavia, ao segundo dia a ver navios, sem uma rede para se deitar e ligar o telemóvel, a náufraga forçada, conseguiu pedir ajuda externa, regressando à sua prisão voluntária domiciliária.
E acabou por não aprender com quantos paus se faz uma canoa... 

(fonte da imagem: https://www.odditycentral.com/news/parents-try-to-tame-rebellious-daughter-by-taking-her-to-deserted-island.html)

É compreensível que se queiram registar alguns (não todos, parem com isso!) momentos, principalmente aqueles em que temos a oportunidade de estar perto doutros seres que não costumam partilhar diariamente o autocarro connosco...

 

Os animais, por regra, não se importam que lhes tiremos fotos. Mas serem vistos numa selfie com humanos é algo que os envergonha. É muito mau para a reputação serem fotografados com descendentes desprovidos de inteligência e respeito pelo espaço e a Terra comuns...

 

HD Elefante dá chapada a jovem que lhe queria tir

(fonte da image: https://whatsnew2day.com/the-video-shows-elephant-pounding-tourist-in-the-face-in-zambia)

 

Uma jovem 'selfisista' levou um soco na vista, armada em artista, ao querer tirar uma foto com um elefante africano cuja tromba é tão longa como os boatos sugerem...

 

Foi seguramente a maior tromba que viu na sua curta vida!
Mesmo contando com algumas centenas de nudes trombicidas que lhe costumam entram pelas veias virtuais bombeadas pelas redes sociais que acabam por esbarrar numa proteção de vidro quase tão frágil como a película da sua curiosidade...   

Muito se especula sobre o comportamento dos profissionais de saúde no que diz respeito à sua hospitalidade não só no hospital, mas também naquele grande frigorífico onde os cadáveres ficam à espera antes da sua estadia final...

 

HD Enfermeiras espreitam genitais de homem morto.j

(imagem: http://static6.businessinsider.com/image/533dc7a2ecad04ab7d27b039-480/morgue-body-bag.jpg

 

Um grupo de enfermeiras foi suspenso das suas funções, depois de terem aberto um saco de cadáver para espreitar os genitais de um homem falecido e nada intumescido...

 

Até ao fecho deste saco depravado de bata branca, não foi reportado o tempo de cumprimento da sanção, nem o tamanho do comprimento da curiosidade...