Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Enquanto se receia pelo decreto de novo confinamento, muitos noivos realizaram o seu casamento!
Apesar de algumas restrições na cerimónia, é preferível juntar já os trapinhos antes que os caminhos se separem...

A contenção de despesas começa nas despensas e acaba quando todos os envelopes ficam vazios...

Rios de dinheiro são gastos em casamentos, para que um dia inesquecível fique rapidamente afogado ao nível da água que só é servida em casa, na ressaca dos pés em brasa... 


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/couple-spend-2000-cardboard-cutouts-22665875)

Um casal inglês gastou mais de 2 mil euros 'em cartão', com 50 convidados que foram recortados para estarem presentes no dia mais importante... da empresa que recebeu esta encomenda!

Devido à subida do número de casos do Covid-19 no Reino Unido, apenas é possível realizar casamentos com 30 pessoas, onde o distanciamento tem de ser maior que o praticado entre o noivo e a sua sogra...

Pediram fotos a todos os amigos que gostariam de ver presentes e foram esses os únicos presentes que chegaram a receber...

Apenas 14 pessoas compareceram no casório, mas um facto notório foi o desaparecimento de alguns convidados 'encartonados' que podem ter sido raptados e estarão cativos no fundo de gavetas e armários...

Segundo os noivos, o valor gasto nos recortes foi inferior ao que era reservado para álcool!
Todavia, no fim da pandemia, será realizada uma festa em que participarão todos os amigos e familiares (ainda vivos), onde o cartão apenas será utilizado como base para copos...

O casamento, já não tem a importância de outrora, na vida de um casal!
Os casais de agora não se preocupam com a hora de subir ao altar e dão pequenos passos num caminho que dispensam bem-fazer a pé descalço...

A tradição não se perdeu. Apenas se ganharam novas perspetivas, copiosamente ostensivas, onde os planos de futuro são feitos aos jantares, patrocinados preferencialmente por familiares...

Já ninguém precisa de casar, para selar um compromisso fácil de desvincular, com todas as alíneas de um contrato que pode ser revogado a cada abertura do mercado...

Contudo, ainda existem casamentos de pedra e cal! Podem até existirem algumas fissuras, mas as juras de amor conseguem desviar cursos de vários rios para o mesmo (a)mar...


(fonte da imagem: https://inews.co.uk/news/world/ecuador-worlds-oldest-couple-waldramina-quinteros-julio-mora-guinness-world-records-613620)

Um casal do Equador, vê o seu amor perdurar num casamento de 79 anos, onde a soma das suas idades perfaz 2 séculos, mais uma década e outra meia que já foi cosida à mão, vezes sem conta...

Casaram em segredo, pois nenhuma das famílias aprovava a união!
É como a história de uma telenovela atual, mas sem guião e intervalos intermináveis para publicidade...

É realmente um milagre estarem ambos lúcidos e saudáveis!
Não por terem mais de 100 anos cada um. Mas por terem sido professores, uma vida inteira...

Nunca pensaram em separar-se e escolher novos parceiros de dança, no centro de idosos da freguesia...

O seu segredo para a duração do matrimónio é dizer sempre a verdade!
Mesmo que isso implique inventar uma pequena história, enquanto aguardam que a sanidade apareça conforme a sua vontade...

Saudosos os tempos em que os pedidos de casamento apenas eram testemunhados pelos próprios namorados e os ambientes naturalmente criados...

Hoje em dia, todos vemos o homem de joelho no chão, a pedir a mão da sua amada que tem a outra ocupada, a tirar selfies para a manada...

A exigência da audiência, desejosa por tocar na moldura, compromete a criatividade e a candura de quem já não consegue ser feliz sem ter visualizações com fartura...


(fonte da imagem: https://www.fox10phoenix.com/news/man-proposes-to-girlfriend-with-candles-burns-down-their-apartment)

Um namorado -todo queimado- teve a ideia luminosa de acender centenas de velas para pedir a namorada em casamento, com comunhão de bens, a começar pela mobília...

Preparou-lhe uma surpresa com a única certeza que iria poupar na conta da eletricidade...

Depois de decorar a casa, para ter uma noite onde pudesse acender o seu castiçal, cometeu a monumental gaffe de ir buscar a namorada com a casa toda acesa e desgovernada!

Assim que chegaram a casa a temperatura subiu antes do tempo, ao verem o seu apartamento em fogo lento...

Mesmo com o ninho ardido, o ingénuo pirómano fez o pedido sentido que foi aceite de olhos fechados e um cheiro a esturro...

A tradição que transporta os noivos num carro é tão clássica como um casamento que sofre de ciática depois de pagar a primeira portagem...

A viatura é previamente polida para não ser submetida a uma intervenção de edição de imagem!
Da mesma forma que os noivos são barrados com uma base que nunca durará a vida toda, mas consegue perdurar até se cortar o bolo e outras camadas sem cobertura...

Para a noiva conseguir entrar no carro, é embrulhada no vestido. Para não ficar presa numa porta que tenderá a ficar trancada por defeito do fecho que já não responde ao seu próprio comando...


(fonte da imagem: https://www.mirror.co.uk/news/weird-news/bride-slammed-humiliating-snap-after-22385653)

Dois recém-casados foram insultados nas redes sociais, depois de publicarem uma foto onde a noiva aparece de joelhos a polir as jantes dum carro, com o vestido de noiva cheio de manchas negras, mas com a renda em dia...

O noivo aparenta estar a dar indicações com a ponta do dedo, sugerindo haver zonas sujas onde o 'paninho quente' vai ter de passar, o resto das suas vidas...

Como a noiva está de cócoras, não é percetível se está de saltos ou precisa de mudar os calços.
Pelo brilho do disco, assume-se que seja novo. Embora o sexismo seja um disco riscado que só consegue ser tocado em gira-discos cuja agulha já não pode ser trocada...

Não podemos excluir a possibilidade ambos poderem partilhar a mesma paixão!
Ele por carros e ela pela submissão ao condutor e à limpeza em união de jato...

A principal dificuldade em detetar surtos de Covid-19 é compreender porque é que as pessoas consideram a sua vida social mais importante que a saúde de todos...

Depois da proibição de festivais e ajuntamentos, ainda existem vários mandamentos lapidados em mentes quadradas. Notícias em todo o mundo, registam infeções evitáveis que não escolhem religiões, nem crenças saudáveis...

A tradição alimenta a cultura que perdura como uma vacina milenar...

Os negócios em família resultam sempre numa quezília, apenas sanada depois de gerações de falência e insolvência...


(fonte da imagem: https://www.buzz.ie/news/groom-dies-and-over-100-guests-test-positive-for-covid-19-after-wedding-in-india-376585)

Um noivo indiano contagiou mais de uma centena de convidados, depois de assegurar que apenas a morte pode separar marido, mulher e toda uma pobre província...


Alegadamente, já estava doente antes do casamento. Mas como em qualquer matrimónio martelado, ninguém fica chateado se o noivo está adoentado antes de cometer o primeiro pecado...

Faleceu 2 dias depois no hospital, sem chegar a ver o enxoval da sua mulher...

Como o corpo foi cremado, não chegou a ser autopsiado e comprovado o possível contágio!

A confirmação chegou em coro solene, num funeral onde compareceram todos os familiares e amigos. Inclusive aqueles que não tiveram a sorte de ser convidados para cumprimentar os noivos durante o casório...