Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Adoro aqueles momentos, às refeições, em que o noticiário está a dar na TV e, após a comunicação efusiva de uma pivot frenética sobre uma notícia de última hora, alguém finalmente consegue espaço na boca para comentar: "Que tragédia, aquele casaco fica-lhe mesmo mal..."

 

Há um casaco arrojado que teima em aparecer 'em forma' no horário nobre australiano e tudo aponta que não é a última vez que vamos ver aquele decote a fugir do queixo de alguém...    

 

HD Casaco com decote de pénis volta à TV....jpg

(fonte da imagem: http://www.ghanatoday.net/2019/01/09/newsreader-mocked-for-wearing-bizarre-penis-jacket-on-live-tv/)

 

Juntando o top que está a usar por baixo ao fecho que delineia o desfecho desta peça, temos a combinação perfeita para desviar as atenções das notícias que já deixamos de ver ao pressionar os botões... 

Revelar às crianças que o Pai Natal não existe e é apenas o tio invariavelmente mais bêbado com uma barba que até nem lhe fica mal porque lhe tapa a maior parte da cara pode ser um momento tão traumático como para a tia que, todos os anos, tem de tirar o borboto ao casaco e fazer mais um buraco no cinto...

 

Dado a sensibilidade do tema, é preferível serem os pais a fazê-lo, para as crianças não o saberem pela capa do livro do Nilton ou ouvirem pela boca da mesma professora que lhes diz para não chucharem nos dedos...

 

HD Professora despedida por dizer aos alunos que o

(fonte da imagem: https://thehooksite.com/school-teacher-under-fire-for-telling-young-children-santa-isnt-real/)

 

Uma professora nos EUA estragou o Natal a dezenas de famílias, depois de revelar aos seus alunos de apenas 6 anos que o Pai Natal não existe (e que a fila no centro de emprego não é assim tão longa...)

 

A professora delatora foi imediatamente presenteada com o fundo de desemprego e uma viagem ao IEFP -Polo Norte- para rever a matéria e atestar a veracidade das suas fontes (de rendimento...)