Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O cão da minha vizinha ladra-me sempre que passo por ele!
Já lhe tentei fazer umas festas. Não correu bem, fiquei com um trabalho de manicure digno de uma quarentena...

O faro destes animais é extraordinário!
Conseguem detetar fenómenos impercetíveis aos humanos. Entre elas, destacam-se o sedentarismo dos donos...


(fonte da imagem: https://www.msn.com/en-gb/news/offbeat/can-dogs-detect-covid-19-canines-in-training-to-sniff-out-virus/ar-BB1331lm)

Já decorrem treinos intensivos com algumas raças de cães que poderão detetar o coronavírus em humanos! Antes de evidenciarem sintomas como febre, tosse ou uma súbita vontade de sair à rua por nenhum motivo aparente...

O projeto inglês pretende colocar cães treinados, nos transportes públicos. Não confundir com aqueles animais que cheiram a cavalo, mas são os únicos que não se apercebem...

O treino atual passa por cheirar amostras de Covid-19, em troco de uma gratificação comestível.
Se o plano tiver bons resultados com humanos, os agentes coruninos poderão ser recompensados com horários alargados, para poderem cheirar traseiros e agregados...

Não será a primeira, nem a última vez que abordamos a importância da saúde dos nossos animais domésticos. Como donos responsáveis, temos de dar o exemplo para demonstrar que a gordura só traz formosura a quem fica atrás das fotos ou faz parte da moldura...

Se para atingir um peso saudável, temos de abdicar do que mais gostamos de comer... então devemos fazê-lo! Nem que seja preciso banir a cereja do topo do bolo...


(fonte da imagem: https://www.mondialnews.com/2020/02/16/formerly-obese-dog-unrecognisable-after-weight-loss-but-now-he-looks-miserable/)

O Miller perdeu 11 kgs em menos de um ano, mas o seu novo olhar gostaria de deixar a dieta para segundo plano...

Para além de uma alimentação cuidada, o cão pratica caminhadas diárias de 40 minutos. O que equivale ao tempo médio de duração de uma série na Netflix...

Todos olham para o animal como um exemplo de resiliência e determinação!
Já o cão, olha para todos como uma potencial refeição...

Todos os que costumam entrar neste santuário literário, sabem qual é a importância de novos estudos científicos sobre hábitos religiosos: nenhuma!

Desta vez, o terço é diferente quando se tem gatos no quarto. Farto é aquele que se enche de ir à igreja, para ficar em casa a beber cerveja idolatrar pequenos deuses de bigodes longos...


(fonte da imagem: https://news.sky.com/story/cat-lovers-less-likely-to-go-to-church-research-suggests-11902123)

Um estudo americano concluiu que amantes de gatos são menos propensos a frequentar a igreja e outros lugares de culto a divindades de milenares longevidades...

Os especialistas (em sacar bolsas do estado) envolvidos neste estudo, revelaram que como os gatos requerem poucos cuidados, os seus donos tendem a venerá-los até eles lhes darem dois pares de estalos...

A pesquisa chegou igualmente à conclusão que os gatos se consideram deuses por lhes oferecermos água e comida. Enquanto os cães acham que nós é que somos deuses por lhes fazermos o mesmo...
"Os deuses devem estar loucos, mas nós, humanos, estamos cada vez mais sãos..." 

O Pug é uma raça de cães muito apreciada por quem adora peluches. Vivos!
Parecem bebés: têm muitas pregas, uma carinha inocente e babam-se... como adultos!

Esqueçam lá isso! A ressonância magnética de um pug examinou a reação da internet que ficou embasbacada, ora divertida ora profundamente assustada...


(fonte da imagem: https://www.diply.com/105940/pugs-mri-scan-is-creepy-funny-and-also-a-sad-reminder-of-damagin)

Se não conseguirem dormir hoje, depois de verem esta imagem, podem continuar a culpar as insónias ou 'a comida de cão' que passamos a ingerir depois das festas de fim de ano...

A ressonância comprova que a massiva criação desta espécie tem alterado negativamente a saúde dos animais. Mas, como continuam muito adoráveis, ninguém se tem apercebido que sua face está cada vez mais pequena. Talvez por aparecerem nas fotos dos nossos smartphones, com uma t(r)ela cada vez maior...

É muito difícil roer uma introdução para uma publicação, quando existe uma foto de um cachorrinho adorável, com olhos enternecidos e uma cauda na testa que -desculpem a frontalidade- não abana quando ele está excitado...

(https://www.thesun.co.uk/news/10341645/unicorn-puppy-tail-head-rescued-missouri/)

O Narwhal tem 10 semanas de vida e foi deixado ao frio, juntando-se a um número incontável de casos de abandono animal que teima em não deixar a cauda deste flagelo social...

Os veterinários examinaram exaustivamente o animal, para descartar qualquer possibilidade de a cauda na testa lhe poder dar cabo da festa, ao fim de alguns anos...

O diagnóstico foi unânime e revelou que o Narwal padece de uma ternura contagiante e que não poderá ser adotado precocemente. Os responsáveis médicos aconselham mais testes regulares e duradouros. Filhos, familiares e amigos já se disponibilizaram para acompanhar o processo vitalício de tratamento baseado em festinhas, brincadeiras e muita diversão...