Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

O casamento, já não tem a importância de outrora, na vida de um casal!
Os casais de agora não se preocupam com a hora de subir ao altar e dão pequenos passos num caminho que dispensam bem-fazer a pé descalço...

A tradição não se perdeu. Apenas se ganharam novas perspetivas, copiosamente ostensivas, onde os planos de futuro são feitos aos jantares, patrocinados preferencialmente por familiares...

Já ninguém precisa de casar, para selar um compromisso fácil de desvincular, com todas as alíneas de um contrato que pode ser revogado a cada abertura do mercado...

Contudo, ainda existem casamentos de pedra e cal! Podem até existirem algumas fissuras, mas as juras de amor conseguem desviar cursos de vários rios para o mesmo (a)mar...


(fonte da imagem: https://inews.co.uk/news/world/ecuador-worlds-oldest-couple-waldramina-quinteros-julio-mora-guinness-world-records-613620)

Um casal do Equador, vê o seu amor perdurar num casamento de 79 anos, onde a soma das suas idades perfaz 2 séculos, mais uma década e outra meia que já foi cosida à mão, vezes sem conta...

Casaram em segredo, pois nenhuma das famílias aprovava a união!
É como a história de uma telenovela atual, mas sem guião e intervalos intermináveis para publicidade...

É realmente um milagre estarem ambos lúcidos e saudáveis!
Não por terem mais de 100 anos cada um. Mas por terem sido professores, uma vida inteira...

Nunca pensaram em separar-se e escolher novos parceiros de dança, no centro de idosos da freguesia...

O seu segredo para a duração do matrimónio é dizer sempre a verdade!
Mesmo que isso implique inventar uma pequena história, enquanto aguardam que a sanidade apareça conforme a sua vontade...

As consultas médicas por telefone vieram para ficar!
Pelo menos, enquanto as taxas moderadoras forem mais económicas que o preço da mensalidade das telecomunicações...

Ser consultado sem ter o olhar atento do médico pode ser estranho!
Principalmente, para quem nunca reparou que os médicos têm a nossa foto na ficha médica. Daí não terem necessidade de desviar o olhar do monitor do computador...

A minha última consulta médica por telefone, ainda durante a quarentena, deixou-me com plena confiança no SNS. Só um profissional de saúde seria capaz de me ligar, a perguntar se estava bem...


(fonte da imagem: https://www.dailystar.co.uk/news/weird-news/hospitals-could-soon-diagnose-heart-22568676)

Os hospitais conseguirão, brevemente, detetar doenças cardíacas através de selfies que os pacientes poderão enviar, juntamente com uma descrição patética que já ninguém tem paciência para ler...

Um algoritmo avançado será utilizado para medir alguns desvios sintomáticos na face dos doentes e conseguir concluir se padecem de alguma forma de insuficiência cardíaca.
Enquanto a fase de testes não está concluída, somente é possível inferir se a pessoa está mais feia e enrugada que na memória do Facebook de anos passados...

De momento, pela análise duma selfie, os médicos apenas conseguem determinar que os pacientes têm muita falta de atenção e excesso de tempo livre...

O eletrocardiograma será em breve extinto e reduzirá abruptamente as consultas presenciais de doentes que teimavam sentir-se mal várias vezes ao ano, para poderem ser barrados com aquele gel gelado e ser-lhe aplicadas ventosas que doem um bocadinho ao descolar da pele... 

A vívida memória do confinamento ainda nos assola o pensamento!
Estar em casa para tentar esquecer o que poderíamos estar a fazer, não é uma ideia saudável.
Pelo menos, para quem precisa de sustentar os vícios da alimentação, alojamento e pagamento de contas, a prazo vitalício...

Alguns estilos de vida abraçaram a quarentena como uma travesseira amena. Quando aquece em demasia é voltada do avesso e continua a ser o confesso mais ergonómico...

A maioria encarou-o como uma experiência forçada, ainda assim remunerada por um lay-off subcontratado por um rendimento mínimo de um expoente máximo...


(fonte da imagem: https://www.albawaba.com/editors-choice/german-university-paying-grants-1900-doing-nothing-1375823)

Uma universidade alemã não parece lá muito sã, ao lançar com concurso que remunera participantes disponíveis para fazer o menos possível, durante o tempo que quiserem...

Poderíamos facilmente dizer que o mesmo já acontece com as bolsas que são atribuídas a estudantes diletantes. Seria errado, pois, a capacidade de deslocação entre casa e escola, tem de ser premiada com um par de livros na sacola...

Os concorrentes têm de fazer a candidatura, explicando pormenorizadamente, como pretendem receber os 1.900 dólares sem fazer nada por isso. Ou seja, dá mais trabalho pensar na ideia do que propriamente pô-la em prática...

Para além de todos os desempregados do país, calcula-se que o número de candidaturas pode superar os votos das legislaturas do ano passado...

Todas as vezes que somos forçados a entrar em casas de banho públicas, temos pesadelos tão difíceis de descolar da memória como o nosso calçado daquela tijoleira tingida de escória...

O cancelamento dos festivais de verão deram-nos a opção de não ter de entrar naqueles cubículos de plástico, forrados de mantas de fluidos, para redenção dos nossos pecados...

Os cidadãos mais idosos, tendem a ser menos receosos em entrar nessa dimensão obscura!
Talvez por terem crescido de cócoras na retrete e não curvados para a internet...


(fonte da imagem: https://kyrnews.com/living/8633/see-through-restrooms-are-the-new-way-to-promote-cleanliness/)

A cidade japonesa de Tóquio, instalou casas de banho públicas que são transparentes e não deixam os seus utilizadores indiferentes à obrigação de serem educados e higiénicos, em plena via púb(l)ica...

São os primeiros WC's em que há filas de pessoas menos aflitas sempre que alguém chega depois delas...

As casotinhas de xixis e cacas ficam opacas sempre que alguém as usa e nunca abusa do tempo que fica a ser avaliado se dá rapidamente conta do recado...

Do interior, não é possível discernir se os vitrais ficam translúcidos ou permanecem transparentes!
Por isso, é imprescindível fechar as portas para ninguém poder ver com nitidez, a sensatez com que se executa as necessidades fisiológicas. Também se deve fazê-lo, caso se dispense ajuda gratuita...

Há apenas alguns meses, a ideia de que um sacerdote pudesse introduzir uma hóstia na boca de um paroquiano, era tão razoável como agora é ter de destapar a boca apenas para nos alimentarmos...

As novas recomendações de higiene já não permitem que "nos saudemos uns aos outros", com um beijo santo e resta-nos agora um pranto que só os olhos podem expressar...

Mas a tradição cristã não ficará órfã de bons ensinamentos!
Os lamentos e as lamúrias serão sempre as injúrias de quem comunga só da sua religião...


(fonte da imagem: https://news.sky.com/story/coronavirus-vicar-uses-chopsticks-to-serve-bread-in-holy-communion-safety-measure-12046449)

Uma vigária duma igreja inglesa mostrou a sua criatividade e destreza, ao utilizar pauzinhos chineses para dar a comunhão aos fregueses que receberam a ideia de mãos esticadas e barrigas alimentadas...

As hóstias também foram substituídas por cubinhos de pão que não se desperdiçam no fim da missa!
São transformados em crutons e pregados em pratos decorados...


Várias congregações em todo o mundo já estão a adotar a ideia para poder voltar a realizar a comunhão. Esta inovação vai substituir o uso de outros utensílios de cozinha, como a tenaz e aquele garfo longo com apenas 2 dentes...

O conceito é do agrado de todos os participantes da celebração!
Particularmente daqueles que tinham mais dificuldades em remover as hóstias do céu, da boca...

A paróquia assegura que os pauzinhos são devidamente higienizados no fim das cerimónias.
Para além do uso de produtos sanitários, também são mergulhados em soja e molho agridoce...