Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos



Edith Murway-Traina é uma halterofilista com 100 anos de idade e levanta-se da cama para levantar os pesos que os mais novos obesos preferem arrastar ao longo da vida...

Começou a frequentar o ginásio apenas aos 91 anos, quando o seu médico lhe disse que tinha falta de ferro...

Consegue levantar 68 quilos e fazer levantar o flácido ferro de alguns dos seus amigos que ficam a vê-la praticar...

É uma fonte de inspiração para todos os colegas do lar que para começar, vão esforçar-se para tentar levantar a tampa da sanita, sempre que conseguirem chegar à casa de banho...

Já competiu em dezenas de concurso de halterofilismo e ganhou a maior parte deles.
Uns pela sua performance, outros por falta de comparência súbita de outros concorrentes...

É a mulher halterofilista mais velha em atividade e pela idade está sem intenções de lhe verem pregar ferros no seu caixão...

Foi forçada a parar devido à pandemia, pois muitos dos sócios mais novos do ginásio representavam um grupo de risco...

Conquistou o respeito de militares que lhe fazem continência no ginásio e a distância de secura de praticantes mais séniores da ginástica de incontinência...

Antes de ser halterofilista era bailarina!
Confessa que gostou sempre de ser o centro das atenções e não uma poltrona adornada, encostada num canto da sala de estar... viva!

(fonte da imagem: https://barbend.com/100-year-old-edith-murway-traina-powerlifter-guinness/)

Uma empresa russa de sushi, veio pedir desculpas públicas, por fazer uma campanha do seu produto multicolor, onde aparece 1 roliço negro envolvido por 3 algas albinas... eslávicas!

Cada uma das meninas sorri ao apertar um rolinho com 2 pauzinhos e o menino escurinho também se sente tão entalado que até trinca a beiça...

A campanha foi removida não por medo das ameaças, mas pelo impacto que causou na opinião pública e nas receitas da venda do produto...

O dono da YobiDoyobi sofreu várias ameaças de morte por um grupo ultranacionalista que não tem nada contra o sushi, nem contra qualquer petisco importado...

O Male State é um grupo de ódio mais vocacionado para o assédio online!
Costuma ameaçar mulheres e membros da LGBT a tempo inteiro, mas ainda consegue abrir mais um separador no browser para praticar exercícios pontuais de crimes raciais...

Para além dos insultos ao CEO da firma, perseguiu virtualmente as modelos que entraram no anúncio.
Comentários ofensivos inundaram os seus perfis das redes sociais e foram publicadas fotos onde aparecem sem maquilhagem no sashimi das suas estrias...

Outra forma de coação abusiva, foi a colocação de centenas de encomendas falsas que nunca chegavam a ser entregues. Tanto por serem moradas fictícias, como por serem recebidas em casas de grupos de homens que se juntam para ver futebol e beber cervejas...

O fundador do Male State, Vladislav Pozdnyakov, tem mais 150 mil apoiantes da sua causa!
A sua ação de ódio não opera apenas na Rússia e enraizou-se por vários sites de países europeus.
Se chegar a Portugal, espero que apareça primeiro nas notícias e só depois nos termos de pesquisa do meu blog...

(fonte da imagem: https://www.themoscowtimes.com/2021/08/30/russian-sushi-chain-apologizes-for-ad-featuring-black-man-a74923)

O Finley é a nova mascote a trote do Facebook, onde os seus seguidores perderam-se de amores pelo seu look de desenho animado, de pelo aparado e focinho bem manchado...

O canito parece ter saído de um filme da Disney!
Saído quiçá, por divergências estéticas com cabeleireiros veterinários e promessas de salários em ração premium, pela concorrência da Pixar...

O animal foi encontrado abandonado numa obra e sujeito a uma tosquia talentosa que o catapultou de um andaime inseguro para um futuro social risonho, com todos os filtros aplicáveis...

Sempre que o Finley vai à rua passear é imediatamente mandado parar, por um fã ansioso por uma selfie. Alguns reconhecem-no do Facebook, outros passam a segui-lo no Facebook. O mais importante é que a sua dona também o siga de perto. Principalmente, quando se aperceber que ele se está a aninhar, para deixar um like de um só dedo castanho em plena via pública...

As suas orelhas assemelham-se ao Gizmo, um gremlin que já fazia sucesso antes das redes sociais, por fazer dieta Paleo antes da meia-noite e tomar banho sem o consentimento do seu manager...

Há quem o compare ao Lorax do Dr. Seuss, por ter bigodes compridos.
Se fossem cor de laranja, já saberíamos que alguém se esqueceu de dizer-lhe que as laranjas podem ser indigestas à noite. Principalmente, se as comermos com casca...

A comparação com Grogu, o bebé Yoda do Star Wars, ainda consegue ser a que possui a maior força...

A semelhança com o porco Pua, de Moana ou Vaiana, também conseguiu atirar alguma lama para quem gosta de chafurdar em desenhos animados...

Independentemente de qual personagem, o Finley vai buscar a sua imagem, há uma certeza pouco peluda que é o tempo infinito que passamos a consumir filmes de animação e ocupação irredutível do sofá...

(fonte da imagem: https://www.dailystar.co.uk/news/weird-news/social-media-users-fallen-love-24842318)

Manadas de vacas montaram estacas nas praias da Córsega e expulsaram os turistas que voltaram a ler revistas, enquanto aguardam por um lugar ao solo que não esteja reservado de fresco...

A ilha francesa tem uma população de 15 mil cabeças de gado que invadem os areais à procura de erva que possa ter ficado perdida em alguma bolsa esquecida...

Apesar de terem convivido pacificamente com a população ao longo dos anos, tornaram-se cada vez mais agressivas e territoriais. A limitação na ocupação das praias, veio agravar a competição entre as vacas que escolhem o melhor pasto para as selfies do Instagram...

Um homem sofreu ferimentos num pescoço, após desrespeitar o mugido de aviso que a sua toalha não mantinha a distância de segurança para os cornos de uma vaca negacionista...

Uma idosa de 70 anos, foi igualmente atacada enquanto estendia a roupa!

Ainda tentou defender-se ao prender 2 molas nas tetas da vaca, mas a língua da meliante ainda conseguiu passar as rugas da senhora a ferro e saliva peganhenta...

Foi reportado um ataque organizado de gado que abocanhou retrovisores e para-choques de viaturas estacionadas. Foi o primeiro caso detetado de abocanhamento, ocorrido na parte de fora de um carro enterrado nas dunas...

Também já foram avistadas manadas nas zonas de restauração, fazendo vigilância ativa e não hesitando em desmontar as esplanadas, caso detetem mais pessoas que as permitidas em mesas de 4 pernas...

As vacas mais perigosas são aquelas acompanhadas pelas suas crias!

Face à presença de humanos, tendem a reprimir violentamente qualquer comentário mamário sobre os desenhos rupestres que os seus mamilos fazem na areia molhada...

Para além de uma presença corpulenta, as vacas ainda cobiçam o farnel dos veraneantes e deixam a sua fruta da época -o figo- escondido no areal, para evitar que a areia seja levada pelos turistas, entre os seus dedos dos pés...


(fonte da imagem: https://www.dailystar.co.uk/news/weird-news/aggressive-cows-take-over-french-24795227)

O poster de uma criança a lambuzar-se com cocó de cão, chamou a atenção de todas as pessoas que não precisam de ser pais, para barrar a autorização de aparecer numa campanha de pasta castanha...

Os responsáveis pela campanha, apressaram-se a esclarecer que a foto é uma montagem!
O facto de a criança, aparecer com as mãos e a boca cobertas de uma matéria barrenta, sentada ao lado de um poio de cão, não levanta a questão se ela estará ou não a ingerir ração processada...

O slogan 'As crianças metem tudo à boca' foi motivo de debate no Reddit.
Alguns usuários, escreveram nos comentários que qualquer criança distingue só pelo cheiro o que deve ou não comer. Outros repudiaram a falta de paladar de quem prefere nem cozinhar, só para ter tempo de apimentar as caixas de comentários das redes sociais...

O poster também alerta que as fezes de cão podem causar cegueira!
Se a menina tiver efetivamente feito a campanha com o produto original, haverá uma ínfima esperança que não chegue a ver a situação pantanosa em que os pais a colocaram...

Se o propósito da campanha era fazer com que todos usassem sacos para apanhar o cocó dos cães, então os pais da menina serão os primeiros a usá-los. Nas suas cabeças, sempre que saírem à rua, sem a supervisão dos seus animais domésticos...

A criança modelo crescerá num pesadelo de se recordar qual o sabor da mousse de chocolate que experimentou, naquele relvado todo minado...

A última frase do cartaz termina com a questão 'E se fosse a sua filha?'.
Independentemente da olaria disponível naquele dia, qualquer pai se orgulharia de ver a sua menina a usar uma colher de sobremesa, enquanto não tem a certeza se fará carreira como modelo de anúncios para donos de cães...

(fonte da imagem: https://www.reddit.com/r/CasualUK/comments/p16po3/imagine_growing_up_and_finding_out_your_parents/)