Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Por vezes, acontece mesmo estar à hora errada, no sítio errado mas com a planta certa!
Cidreira? A sério? Não é bem essa...

 

Um direto para uma TV inglesa, sobre uma plantação de cannabis, acabou por apanhar um jovem a passear um vaso verdejante que começou a correr quando viu que estava a ser filmado...

 

HD Apanhado em direto com vaso de cannabis no meio

(fonte da imagem: http://www.dailymail.co.uk/news/article-5735245/Youth-carrying-potted-plant-sprints-live-broadcast-known-CANNABIS-FARM.html)

 

A investigação policial culminou com a apreensão de mais 87 vasos, se bem que estes não apreciavam um passeio pela rua, só para esticar os raminhos...

 

O casal acusado da posse de marijuana, primeiro alegou que era para consumo próprio!?
Depois que nem era para eles, era para clientes... com cancro! É isso... e fazia-lhes bem!!!
Entretanto lá confessaram a verdade e assumiram que só cultivam as plantas porque estas tinham umas folhas muito bonitas e era bom de se ver...yassss!

Como hoje é dia de Euromilhões... ainda vai custar mais ler isto!

Este chino canadiano, com nome de quem deixou cair uma colher no lava-loiças, celebrou o seu aniversário no mesmo dia que entrou para reforma e ainda ganhou a lotaria, só para que o dia não fosse como todos os outros...

 

HD Aniversário, reforma e lotaria... todos no mes

(fonte da imagem: http://www.bbc.com/news/world-us-canada-43994286)

 

É irónico e muito chato, eu não queria ter de passar por isto, ganhar todo o dinheiro de uma vida, no dia em que deixa de trabalhar!

 

Como aconteceu no Canadá... a probabilidade deste fenómeno ocorrer é praticamente nula!
Se tivesse acontecido em Portugal, a percentagem seria de 20% para o Estado...

Assumo que a maior parte das mulheres possa discordar com o título deste post, mas são estes exemplos radicais que nos fazem perceber que as compras não são um voucher de felicidade vitalício...

 

HD Fazer compras não é tudo na vida....jpg

(imagem: https://1.bp.blogspot.com/-GqpmQ8ikrpc/VHtDiSGlyBI/AAAAAAAADsU/9Cja3ATx6K8/s1600/CS4.jpg)

 

Uma mulher indiana suicidou-se depois de o marido ter adiado (apenas por um dia...) uma ida às compras!!!

 

Comprar aquele vestido de sonho pode ser uma satisfação única na vida, mas se não puderem fazê-lo neste fim de semana... respirem fundo, não façam compras online e folheem avidamente uma revista de moda, enquanto o carteiro deixa o aviso que podem levantar a encomenda num posto dos CTT que ainda esteja em funcionamento...

Creio que já estamos todos muito fartinhos daquelas tretas motivadoras que supostamente nos levantam a moral para enfrentarmos cada dia de trabalho...

 

Destas tretas não! Não estamos fartos, mas temos obviamente de condenar o patrão que pagou a uma colaboradora para se despir e desfilar para os colegas babões...

 

HD Funcionária despede-se para motivar colegas de

(imagem: http://metro.co.uk/2017/11/02/naked-woman-paraded-round-office-to-boost-colleagues-morale-7047697/)

 

O vídeo tornou-se viral (como todos os outros que envolvem nudez gratuita...), a funcionária despediu-se e os colegas passaram o resto do dia com uma motivação extra dentro das calças instalações!

(Quem é que não gaguejou a ler o título???)


Não estava completamente nu, usava um preservativo.
A tranquilidade com que este alucinado se passeia, em plena luz do dia, na via pública é um claro indicador que a camada do ozono está a agendar-nos o apocalipse...

 

george is guy naked or i hate leaving home and for

 (imagem http://cyberi4a.blogspot.pt/2011/10/george-theres-naked-man-walking-down.html?zx=5efed570c7aa17f0)

 

Apesar de saber que estava a ser observado, nada o demoveu de badalar o apêndice exterior e saborear o ar fresco entre as pernas.

 

Se as pessoas já se sentem confortáveis a passear nuas, pela rua em Portugal, não tarda que se conformem com o cenário de pobreza e precariedade crescente que assola o nosso país...

 

(nem quero ouvir dizer que isto já acontece!)