Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Nunca é tarde para mudar de carreira e se um salário jeitoso até pode dar uma boa satisfação... então um trabalho a testar brinquedos sexuais pode fazer esquecer rapidamente uma bolsa recheada!

 

HD Deixa trabalho no banco para testar brinquedos

(fonte da imagem: http://www.dailymail.co.uk/femail/article-5472009/Mother-quits-banking-job-professional-SEX-TOY-tester.html)

 

A senhora acima rodeada de sex toys trocou a sua vida de bancária por uma aventura como profissional de experimentação de brinquedos que só têm segredos, se não soubermos ler o manual de instrução, só para adultos...

 

Mãe de 2 filhos e mulher vibrante de um homem que a apoia a 100% de bateria a pilhas, garante que fez a escolha certa e não se arrepende de ter trocar o balcão de um banco por uma cama e um stock ilimitado de fazer inveja ao Toy "R" Us...  

Quem nunca fez batota no Monopólio que atire o primeiro dado...  e segundo também, mas têm de rolar os dois senão vão diretamente para a prisão domiciliária sem passar pelos offshores...

 

O novo Monopólio para batoteiros foi feito para podermos enganar os nossos adversários e passar impunes com os delitos... (sim, é tipo um manual de corrupção para iniciantes!)

 

HD Monopólio para batoteiros.jpg

 (imagem: http://images-cdn.impresa.pt/sicnot/2018-02-01-5a708b5946a2881f108b4578-1136-852.jpg/original/mw-860)

 

Quando jogava Monopólio, queria sempre o banqueiro!

Não roubava dinheiro descaradamente da Caixa, mas admito que dava créditos a quem não tinha como os pagar e subia as comissões de manutenção de conta pelo menos 3 vezes por ano...  

Casos de violência no futebol, envolvendo árbitros, são aos pontapés e caneladas...

 

Os juízes da modalidade são agredidos gratuitamente e começam agora a usar argumentos de defesa que prometem disparar miminhos nos relvados!

 

HD Árbitro saca de pistola a meio do jogo.jpg

(imagem: https://metrouk2.files.wordpress.com/2015/09/referee-gun.png?w=748&h=380&crop=1)

 

Perante uma agressão não captada pelo vídeo confirmada, um árbitro brasileiro foi ao banco de suplentes solicitar a ajuda de uma menina capaz de cuspir uns tirinhos de respeito...

 

Esperemos que esta moda western não chegue a Portugal!
Até porque o nosso futebol já é um festival de fogo de artifício e sentimento (de impunidade) malcheiroso...

Ver uma velhinha com uma lata na mão, não quer necessariamente dizer que está a pulverizar as baratas que percorrem o muro da sua vizinhança... DUM DUM*

 

slider_0.jpg

 (imagem https://ec.europa.eu/epale/sites/epale/files/slider_0.jpg)

 

Detida aos 86 anos por vandalizar uma parede do Banco Nacional Suiço!

 

Apesar de a escrita estar um nadinha tremida (Parkinson?), a mensagem "Dinheiro para Armas Mata" simbolizou o protesto de um grupo pacifista encabeçado por uma octogenária com muita pinta!!! 

 

*Lembro-me de uma senhora velhinha que costumava pulverizar frinchas e pequenas aberturas nas paredes. Certo dia, quando ouvi o 'psssssssss...' estranhei o facto dela não estar a apertar o atuador da lata. Quando me aproximei, era tarde demais para perceber que aquele cheiro, apesar de intoxicante, não era insecticida...

Estes dias, ouvi o meu vizinho de baixo dizer que não confiava o seu ouro nos bancos.
Assumo que ele o guarde num cofre convencional e não o transporte consigo, como neste caso de desconfiança bancária onde o cliente desafiava a segurança do seu intestino...

 

AAEAAQAAAAAAAAjvAAAAJGVhYjBjNTIwLTkzODgtNDYxOC1iYW

 (imagem: https://media.licdn.com/mpr/mpr/AAEAAQAAAAAAAAjvAAAAJGVhYjBjNTIwLTkzODgtNDYxOC1iYWYzLWYyMGViZjY1M2U0NA.png)

 

Um indiano foi detido no aeroporto com 12 barras de ouro, cerca de 2 quilos no reservatório humano apenas destinado a matéria fecal antes de ver a luz do dia!

 

Interrogado pelos Serviços Secretos Indianos, intrigou o inspetores responsáveis pelo caso com um enigma obscuro:

"Nem tudo o que eu escondo da luz é ouro..."