Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Seguramente, o Carnaval e o dia de S. Valentim não deveriam ser celebrados em dias consecutivos e a prova mais colorida desta insuficiência física é o facto de ainda estar a tossir purpurinas para o meu laptop...

 

Por isso, e apesar de já não haver muito tempo para comprar a prenda ideal para o dia de hoje, sugiro um presente... ligeiramente diferente!

 

HD Divórcio como prenda do dia dos Namorados.jpg

(fonte da imagem: https://i0.wp.com/alboenews.net/wp-content/uploads/2018/02/16030047_G.png?fit=959%2C462&ssl=1&w=640)

 

Uma empresa de advogados colocou um anúncio no Facebook de um concurso cujo prémio é um divórcio gratuito (apenas um pouco mais caro que a prenda e o jantar de logo à noite...).

 

No concurso, que já teve várias dezenas de submissões, era obrigatório explicar o motivo do pedido de divórcio!
Excetuando a lamechice cor de rosa generalizada, os cartões de amor panisguinhas, os chocolatinhos bem melados e as rosas vermelhas embalsamadas... não vejo outra justificação para alguém querer divorciar-se da sua cara (e bem cara!) metade...

Não sou particularmente fã do Carnaval, nem das danças de mulheres brasileiras seminuas!
Todavia, em nome da festividade, trago a este espaço conservador um desfile carnavalesco protagonizado por uma madrinha que sabe como se desenrascar com a mãozinha...

 

HD Madrinha de escola de samba desfila com a mão

(imagem: http://www.tvshow.com.br/wp-content/uploads/2018/02/Madrinha-da-X9-e1518321853680.jpg)

 

Tarine Lopes, a madrinha de uma escola de samba de S. Paulo foi obrigada a improvisar o bailarico depois do seu tapa-sexo (é mesmo assim que se chama...) ter descolado e levantado muitas baquetas do seu grupo de bateria...

 

Ao fim de mais de uma hora usando a cortina de dedinhos para não mostrar a única coisa que não tinha à mostra, recebeu os aplausos efusivos dos espectadores por não manchar a sua performance, ao contrário dos calções dos meninos da bateria...

Monocelha...
Aquela cordilheira farfalhuda que faz sombra nos nossos olhos, não pode fazer confusão nos olhos das crianças que têm muito anos pela frente sem conhecer o ardor da cera quente...

 

Uma educadora de infância foi acusada de desbravar o mato da testa de duas crianças que chegaram a casa com as sobrancelhas dignas de um modelo fotográfico!

 

HD Crianças com sobrancelhas definidas por educad

(imagem: https://static.seattletimes.com/wp-content/uploads/2018/02/02072018_mashup-daughter_102309-780x387.jpg)

 

Não condeno a opção da educadora em ter um part-time na sua garagem onde pode amear uns pacatos enquanto incenera o arvoredo das vizinhas... mas se coloca as suas habilidades de depiladora amadora no decurso das suas funções de educação, merece fazer uma licenciatura de mato grosso na prisão!

É desagradável chegar a casa do trabalho e reparar que falta roupa no estendal, facto que resulta na imediata desconfiança dum roubo ou, na pior das hipóteses, algum sinal recorrente daquele esquecimento que se embrulha na roupa que nunca chegou a sair da máquina de lavar...

 

Como o hábito não faz o monge, então o monge decidiu visitar o estendal da vizinhança e recolher umas cuequinhas de senhora para a sua coleção de roupa interior...

 

HD Monge mitra cuequinhas de senhora.jpg

(imagem: https://metrouk2.files.wordpress.com/2018/02/pri_68189626.jpg?w=620&h=348&crop=1)

 

O resultado da operação desvio do cuecão levou à expulsão deste monge mitra do templo, onde vai tirar um tempo para rever a sua vocação de travesti de varão... perdão, de estendal!

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang ainda não começaram, mas já foi batido e não agitado um recorde que não é aconselhável a tentar no salto à vara...

 

HD Pyeongchang bate recorde de distribuição de p

 (imagem: https://hips.hearstapps.com/hmg-prod.s3.amazonaws.com/images/olympic-boning-1517524556.png?resize=768)

 

Mais de 110 mil preservativos foram distribuídos pelos atletas que parecem ter uma desculpa, com cheiro a borracha, para se apresentarem cansados nas modalidades fora da cama...

 

São cerca de 37 mangueirinhas de latex para cada um dos 2.925 participantes!

 

Esta medida de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis pode seguramente evitar que alguns atletas possam espetar passar o seu testemunho a outros colegas que ganharão... medalhas que só poderão mostrar aos seus médicos!